Imagem da Semana

imgdasemana_francohoff.jpg

Imagem no Flickr do Franco Hoff.

Retrospectiva 2007: Sampaist entrevista Ludov

banda_ludov_medio.jpg

Nem parece que passou tanto tempo, mas esta já é a segunda retrospectiva do Sampaist. Até o fim do ano, vamos relembrar os posts mais legais, interessantes ou inusitados de 2007. O ano que termina foi cheio de entrevistas aqui no blog. Destacamos abaixo a conversa que tivemos com Mauro Motoki, integrante da banda Ludov.

A banda paulistana Ludov acaba de lançar seu segundo CD, o “Disco Paralelo”. O agora quarteto continua pop até onde pode, e jura que o ritual de passagem do primeiro para o segundo álbum foi tranqüilo. Pelo menos do lado deles. Rejeitando o rótulo de “mais maduros”, eles preferem dizer que estão apenas mais… livres.

Conversamos com o integrante multiinstrumentista Mauro Motoki, também principal letrista da banda.

Para os leitores do Sampaist que não conhecem o Ludov, por quais músicas eles devem começar?

Vou puxar a sardinha para o Disco Paralelo, nosso novo álbum, e dizer que eles podem começar pelas 11 músicas contidas nele.

As letras do Ludov são atuais e “cotidianas”. Como é o processo de criação dentro da banda?

Justamente nesse disco, procuramos dividir mais as autorias. Então, quando eu tinha uma idéia, por exemplo, eu começava, e tratava de passar rapidamente para os outros, mesmo que fossem apenas um par de versos ou idéias. Mas especialmente para as letras, há uma boa parcela de trabalho solitário.

— Leia a entrevista na íntegra!

Pronto pra pular ondas

…e dá pra não achar o Papai Noel do Iguatemi uma das coisas mais divertidas do Natal — mesmo na ressaca do Natal? Depois da capa de chuva nos dias molhados, o bom velhinho do shopping da Av. Faria Lima adotou um visual de turista para o fim de ano (só que as renas têm um caminho alternativo à Imigrantes, claro).

Foto do Athos

Retrospectiva 2007: Churro em roda mágico na Mooca

Nem parece que passou tanto tempo, mas esta já é a segunda retrospectiva do Sampaist. Até o fim do ano, vamos relembrar os posts mais legais, interessantes ou inusitados de 2007. O texto abaixo é sobre a saga de Athos Sampaio em uma incursão pela Moóca para comer churros de madrugada.

Este sampaísta empolgado vai falar de uma casa aberta em 1947 e não quer ouvir de ninguém que não é novidade (óbvio).

Pois lá fomos nós, com três franceses, para um programa meio de São Paulo turística — samba-rock no Copan. Nunca tinha ido (também estava de turista…), foi ok (valeu por entrar no prédio e pelas porções grátis de pipoca. Pipoca nunca é demais).

Lá pelas 4h, pausa para escolher o lugar pra matar a fome. Bateu uma preguiça quando alguém sugeriu a Mooca. Caramba, mas foi chegar e esquecer.

—> Clique aqui para ler até o final!

Pré-natal paulistano

natal.jpgA noite desse domingo foi diferente para quem andou pela Avenida Paulista, importante ícone bandeirante.

Iluminada em virtude do natal, a avenida dava um show de luzes e atraia a atenção de “turistas” que às 23h00 ainda passeavam com toda a família, tirando fotos enquanto admiravam as decorações nada modestas dos bancos.

Esses, inclusive, não pouparam esforços em chamar a atenção. A concorrência estava à altura e quem ganhava nessa guerra pela mídia espontânea era o público. Pelo menos dessa vez.

Como todos os anos a fila para visitar a decoração do Banco Real estava enorme, fato que não tirou a animação de quem reservou o domingo para um passeio natalino. E quem comemorou foram os camelôs, que aproveitaram a movimentação para vender gorros de Papel Noel que brilhavam, Neons, bichos de pelúcia, bolsas. Um luxo!

E para todos aqueles que acompanharam o Sampaist ao longo deste 2007, um Feliz Natal, Merry Christmas, Buon Natale, Joyeux Noël e Feliz Navidad.

E de quebra dois presentinhos natalinos:

Vídeo da Semana

Fotografo se envolve em situação de vida ou morte, correndo contra o tempo e levado por forças sobrenaturais. Curta-metragem independente gravado nas ruas de São Paulo para participar do Project Direct YouTube.

Vídeo no YouTube do tcorrera