Manifestantes entram em confronto com polícia

Um protesto na favela de Paraisópolis descambou para a violência na tarde desta segunda-feira. Manifestantes queimaram pneus e pedaços de madeira, interditando algumas vias de acesso da favela, na região do Morumbi.

Segundo o G1:

A polícia foi chamada para desobstruir as ruas e foi recebida com paus e pedras, atirados pelos moradores do local. Segundo a Polícia Militar, os manifestantes não apresentaram motivo para o protesto. Os policiais recorreram a bombas de efeito moral para dispersar os moradores. Por enquanto, não informações sobre pessoas feridas ou presas.

De acordo com testemunhas, o protesto teria começado por causa da morte de um morador da região durante uma ação policial por volta das 12h30 de segunda-feira (1°). A polícia informou que o morador que foi morto era foragido e resistiu à prisão. O protesto nesta terça-feira começou por volta das 17h. Já no começo da noite, carros foram depredados e incendiados. Pelo menos sete pontos de bloqueio foram verificados dentro da favela.

Em entrevista à rede Record News, um líder comunitário confirmou que a manifestação teve início de forma pacífica, mas que não sabe o que aconteceu para o protesto se transformar em ato violento.

Volta às aulas e volta do caos no trânsito

caos-transito

Caro paulistano, wake up! A festa acabou. Janeiro foi embora, levando a calma do trânsito, as ruas vazias e a cidade mais agradável. Fevereiro chega com a volta às aulas e todos os problemas que já conhecemos.

Fila dupla, carros parados para deixar os filhos na escola… Junte a isso as pancadas de chuva no final da tarde, que já viraram rotina, e tenha a imagem do caos.

Para evitar mais complicações, a Companhia de Engenharia de Tráfego irá organizar a famosa “Operação Volta às Aulas“, que tenta amenizar os efeitos do aumento do número de carros nas ruas.

Em tempo: a Veja SP desta semana veio com o secretário de Transportes e presidente da CET na capa.

Em uma longa entrevista, ele conta como deve melhorar a situação do tráfego na cidade nos próximos anos. Falou, falou, falou, mas não trouxe nenhuma novidade. Pelo jeito ainda vamos sofrer muito com os congestionamentos tipicamente paulistanos…

Foto no Flickr do Herbert Kajiura

…é pique, é pique…

Bela sacada do Fantástico, o espaço para o curta “Samparkour” neste dia 25. A cidade tá bonita pra caramba entre o monte de acrobacias — vale a pena. Abaixo, a íntegra do filme.

Feliz aniversário, São Paulo!

São Paulo, 455 anos. Moderna e ao mesmo tempo provinciana, a cidade que acolheu povos de todo o mundo comemora mais um aniversário. Neste domingo ensolarado, vários eventos tomam conta da cidade para comemorar a data.

Um dos shows mais interessantes neste domingo é o “Encontro de Baterias” que acontece nesta tarde na praça Nova Luz, perto da Estação da Luz de metrô. Dois palcos foram montados, frente a frente, com um espaço entre eles de cerca de 100 metros, que será ocupado pelo público. Nos palcos, os mestres de bateria e os músicos das escolas de samba de São Paulo se revezarão de forma ininterrupta.

Do site da Prefeitura:

O auge da festa acontece por volta das 21h, quando representantes da Vai-Vai e da Mocidade Alegre, respectivamente campeã e vice do Carnaval do ano passado, tocarão simultaneamente, cada escola em um palco, em um grande desafio musical.

Além do Encontro de Baterias, uma maratona de shows comemora o aniversário de São Paulo neste domingo. O show de aniversário no Parque da Independência contará com a presença de Lulu Santos, Daniela Mercury, Toni Garrido, Paula Lima, Roberta Sá e Celso Fonseca. Veja a programação completa!

O Urbanistas/SP anda meio parado, mas não poderia deixar a data passar em branco e publica abaixo uma homenagem às pessoas que fazem a cidade ser o que é.

Foto no Flickr do Luiz Henrique Assunção.

O grandioso réveillon na Avenida Paulista

Não sabe o que fazer no Réveillon aqui em São Paulo? O Réveillon na Paulista não é a melhor opção para quem não gosta de muvucas, mas se for sua última opção, considere dar uma esticada até a avenida para curtir a contagem regressiva para 2009 no meio da galera. Melhor do que passar sozinho em casa, não é?

Neste ano, a lista de bandas que se apresentarão é a melhor dos últimos anos. Skank, Daniel e Babado Novo são as atrações principais. Um pouco para cada gosto musical. Melhor que KLB e Banda Calypso, as atrações de 2007 (estávamos lá e foi um martírio).

A Prefeitura de São Paulo, que organiza a festa, espera cerca de 2 milhões de pessoas na avenida.

A festa terá início às 20h de 31 de dezembro e se estenderá até as 2h30 do dia 1ª de janeiro. Após a meia-noite, haverá 15 minutos de espetáculo pirotécnico, produzido por 100 mil tiros e mais de 6 mil bombas multicoloridas, acompanhado por uma chuva de 5 milhões de confetes metalizados e uma revoada de balões coloridos.

Os trens do Metrô circularão ininterruptamente nas linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha durante a madrugada do dia 1º. Após as 2h, as estações Paraíso, Brigadeiro, Consolação e Clínicas permanecerão abertas apenas para embarque. A estação Trianon será fechada às 19h do dia 31 e reaberta às 4h40 do dia 1º.

A avenida Paulista será interditada para o tráfego de veículos a partir do meio-dia do dia 31 e liberada novamente para os veículos a partir das 5h de 1º de janeiro. Uma equipe de 200 pessoas cuidará da limpeza para deixar a avenida em ordem.

E se passar a virada do ano cantando Daniel e Skank não faz a sua cabeça, a Veja São Paulo selecionou alguns hotéis bacanas para o réveillon. Mesmo se você não puder viajar, vale fazer um programa diferente para não ficar deprê logo no primeiro dia de 2009.

Começa a temporada de alagamentos em São Paulo

Um forte temporal atingiu todas as regiões de São Paulo nesta segunda-feira e deu início, oficialmente, à temporada de enchentes na cidade.

O temporal deixou dezenas de regiões alagadas e causou a falta de luz em dez bairros, segundo informou o G1. Segundo o CGE, choveu forte por cerca de 1h30 em todas as regiões da capital. A chuva veio acompanhada de fortes ventos e queda de granizo nos bairros de Santana e nas regiões do estádio do Canindé, na rodoviária do Tietê, no córrego Pirajussara e no Jóquei Clube.

Para ver os pontos de alagamento ainda ativos na cidade, visite o site do Centro de Gerenciamento de Emergências de São Paulo. Lá você pode ver a previsão do tempo para hoje e amanhã e ainda monitoras as regiões que estão em estado de atenção.

Do G1:

Por volta das 17h20, o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) registrava 32 pontos de alagamento ativos, dos quais pelo menos 15 eram considerados intransitáveis. De acordo com o CGE, os pontos Na Zona Sul da capital paulista, em uma travessa da Avenida Jornalista Roberto Marinho, o nível da água subiu tanto que cinco carros ficaram presos com água até o teto. Próximo ao Shopping Morumbi, dois ônibus também ficaram presos em alagamento. Um deles, que faz a linha Shopping Morumbi, ficou parado e os passageiros subiram no teto do veículo para pedir socorro.

Veja abaixo algumas fotos da enchete desta segunda-feira no Flickr do Rafael Pacheco.