Bienal do Livro abre as portas em São Paulo

Começou nesta quinta-feira a 20º Bienal do Livro de São Paulo, no pavilhão de exposições do Anhembi. Com expectativa de receber cerca de 800 mil pessoas, o evento terá 684 horas de programação cultural ao longo até o dia 24 de agosto. De acordo com a organização, haverá uma atividade cultural diferente a cada três minutos à disposição dos visitantes.

Do Estadão:

A lista de convidados é eclética, apostando em nomes consagrados como Lygia Fagundes Telles e Zuenir Ventura e até em celebridades como Marília Pêra e Chico Anysio. Entre os estrangeiros, os destaques são o mexicano Guillermo Arriaga, conhecido pelos roteiros de filmes como Babel e Amores Brutos, e a americana Samantha Power, autora de O Homem Que Queria Salvar o Mundo.

A expectativa é de que o público deste ano também seja recorde, com a presença de 800 mil pessoas no evento – o segundo maior do ramo no mundo, ficando atrás apenas da Feira do Livro de Frankfurt, segundo os organizadores. Além dos tradicionais estandes das editoras, a Bienal vem investindo numa programação paralela, que atinja todos os públicos e todas as idades.

A Bienal do Livro deixou muito a desejar nas últimas edições. Desorganização, longas filas de estacionamento, fila para comprar ingressos, corredores tumultuados e os preços dos livros semelhantes aos das livrarias. Torcemos para que esta edição seja um pouco melhor.

Bienal do Livro // R$ 10 a entrada // 14 de agosto até 24 de agosto // Estacionamento: R$ 20

Foto no Flickr do Hamilton Lima.



One Response to “Bienal do Livro abre as portas em São Paulo”

  1. Será que esse recorde de público quer dizer que estamos lendo mais ?
    Tenho as minhas dúvidas, infelizmente.
    Dizer que ler é fundamental é chover no molhado.