Connor Oberst @ StudioSP

Oriundo do Nebraska, interior dos Estados Unidos, o jovem Connor Oberst fez o show de abertura do projeto Folk-se, no Studio SP na última quarta-feira, 16 de julho.

Também conhecido como o líder do Bright Eyes, o jovem de 26 anos mostrou seu folk de pegada roqueira na primeira parte do festival que terá atéo fim do ano shows de Bill Callahan; anteriormente conhecido como (smog) e Will Oldham; anteriormente conhecido como Bonnie Prince Billy.

Acompanhado do baterista Jason Boesel e do trumpetista e tecladista Nate Walcott, Connor e a Mystic Valley Band apresentaram mais músicas do Bright Eyes do que de seu projeto solo.

Com a carreira comumente dividida entre os álbuns feitos sob o verão escaldante e o inverno congelante, Oberst mostrou mais músicas feitas sob a primeira circunstância em pouco mais de uma hora e quinze de show.

A abertura ficou por conta de ótima Stephanie Toth, que com uma voz lindíssima fez um excepcional show.

Veja mais fotos após o clique:

Leia mais…

Vídeo da Semana

Imagem da Semana

Foto no Flickr do FoXMuLD3R

Extra, extra!

Foto no Flickr do RodrigoFavera

Torre do Santander

Torre do Santander © Carolina Vigna-Marú @ Urbanistas SP

O Edifício Altino Arantes, também conhecido como Torre do Santander, também conhecido como Torre do Banespa, é uma das visitas obrigatórias para uma paulista noobie como eu.

Eles são bem burocráticos: precisa de identidade, cadastro, foto tirada na entrada… Só faltou me perguntarem cor de calcinha e comida predileta. Além disso, depois de duas longas filas, só podemos ficar lá em cima por 5 minutos. E ainda assim vale a pena.

A maneira mais fácil de chegar é de metrô (estação São Bento), mas o passeio a pé é muito gostoso também e o centro antigo de São Paulo é lindíssimo.

Continue lendo para ver mais fotos!

Leia mais…

Data-busão: tempo para viajar sobe 50%

IndependenceDay.jpgO candidato prefeito Gilberto Kassab (DEM) anunciou, a três meses da eleição, nesta quinta-feira, uma esticada no período de uso do Bilhete Único nos ônibus da capital. A partir de 28 de julho, os eleitores usuários terão 3h para fazer as 4 viagens permitidas pelo sistema. Atualmente, se quiserem gastar só uma passagem nos dias úteis, os paulistanos têm 2h para as 4 giradas de catraca.

Segundo a SPTrans, a medida foi possível porque houve economia com a queda do golpe de janela — aquele comum nos terminais, em que o cara valida o bilhete e, de dentro do ônibus, joga o cartão para o ‘fornecedor’ do lado de fora, que repassa a outro passageiro. Com o combate à fraude, diz a Prefeitura, R$ 120 milhões anuais deixaram de ser desviados.

A mudança do benefício vale para as viagens de busão — não se estende à integração com o metrô do governo do Estado, do PSDB. Também ficam de fora o Cartão do Trabalhador e o Cartão do Estudante, que já possuem descontos.

Totalmente fora do assunto, mas em tempo: ontem saiu mais uma pesquisa Ibope para prefeito. Aos números:

Marta (PT) – 35%
Alckmin (PSDB) – 32%
Kassab (DEM) – 11%
Maluf (PP) – 11%
Soninha (PPS) – 1%

A imagem é do site da campanha do candidato do DEM às eleições municipais