Eleição? Mas já?

Ao contrário do SPFW, a eleição para a Prefeitura de São Paulo ainda não começou. Mas, no entender da lei, já tem gente fazendo campanha e sendo multada por isso.

A pré-candidata do PT à Prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy, foi multada nesta terça-feira em R$ 42,5 mil por propaganda eleitoral antecipada por entrevistas concedidas ao jornal “Folha de S.Paulo”, do grupo Folha da Manhã, e à revista Veja São Paulo. Os veículos de comunicação também foram multados pelas entrevistas.

Segundo o juiz da 1ª zona eleitoral de São Paulo, as reportagens “exorbitaram do interesse jornalístico” e é caracterizado com “propaganda eleitoral extemporânea”. Como assim? Uma entrevista é propaganda eleitoral? Então a imprensa não pode mais entrevistar? Só depois do dia 6 de julho, quando começa efetivamente a campanha?

A Folha de S. Paulo rebate:

“A ‘Folha’ irá recorrer da decisão do juiz auxiliar Francisco Shintate pois considera que exerceu o seu direito e o seu dever de informar. A ‘Folha’ praticou jornalismo, não fez propaganda eleitoral. A decisão é um golpe no direito constitucional da liberdade de imprensa. A ‘Folha’ combaterá a censura embutida em toda a tentativa de ceifar o direito de livre expressão garantido pela Constituição”, afirmou, em mensagem por e-mail.



Comments are closed.