A cidade vai parar

Apenas cinco anos é o que temos para “aproveitar” os momentos de trânsito mais calmo entre os horários de pico da manhã e da tarde. Segundo pesquisa da Fundação Dom Cabral, de Minas, em 2013, os picos de congestionamento deverão estar bem próximos, em um engarrafamento praticamente contínuo.

Do O Estado de S. Paulo:

Para o engenheiro responsável pela pesquisa, Paulo Resende, a sensação dos paulistanos de que não dá para fugir do trânsito será uma certeza. Durante quatro anos, ele e uma equipe de engenheiros cronometraram o horário de pico em quatro vias da cidade – Avenida dos Bandeirantes, 23 de Maio, Marginais do Tietê e do Pinheiros. Em 2004, o relógio dos pesquisadores registrou que o congestionamento da manhã na Avenida dos Bandeirantes levava 1h30 para se dissipar. No ano passado, já eram 2h35. Na 23 de Maio, a lentidão passou de 1h15 para 2h10. A situação na Marginal do Tietê, que já era preocupante, piorou: as 2 horas evoluíram para 2h43. Na Marginal do Pinheiros, o congestionamento passou de 1h35 para 2h10.

Pelo jeito, a situação do trânsito na cidade está tão ruim que o Urbanistas.com.br poderia muito bem lançar uma categoria só para o assunto. Em ano de campanha eleitoral, o tema será destaque nos discursos e propagandas dos candidatos. O jeito é ver quem tem a melhor proposta, e que, de preferência, não seja algo “mágico” como o Fura-Fila.

Foto no Flickr do MrSandman.



One Response to “A cidade vai parar”

  1. pois é…
    na quinta-feira (15/06/08), às 21h20, passei sobre a Av. Brasil, pela passarela de pedestres (Parque Ibirapuera), com o grupo Starbikers de ciclismo noturno. Quando me deu até dó de dizermos que estava linda a “luminosidade toda” proporcionada pelos carros que cobriam quase que todos os centímetros de todas as faixas de alguns kilometros da avenida. …conseqûentemente, os carros estavam a uma velocidade menor do que um caminhante na calçada.