Olha a lôra!

Infelizmente o assunto não é cerveja e mulher, a ”Lôra” do título é a Policia Militar do Estado de São Paulo, esse é o termo que os usuários de crack e cola da famosa “cracolândia”, usam para avisar que uma viatura da polícia se aproxima.

Funciona assim: dezenas de usuários ficam no meio da rua vendendo, comprando e consumindo drogas, alguns, geralmente crianças, ficam nas esquinas para avisar se polícia aparecer, quando avistam uma viatura gritam “Olha a lôra!” ou “Loira, loira!”. Dessa forma é possível esconder as drogas, sair andando como se nada tivesse acontecido e voltar minutos depois para continuar a festa.

O consumo de drogas rola solto o dia inteiro, mas perto das 17h a situação piora. Dezenas de drogados podem ser vistos juntos nesse horário, comerciantes são obrigados a fechar mais cedo, depois das 18:00 as ruas são deles. O número de drogados na região da rua dos Gusmões, alameda Barão de Limeira, rua dos Andradas, rua General Osório, rua Santa Efigênia e rua Guainases, chega fácil aos 200!

Perto das 10hs muitos já dormiram pela rua, outros vão para porta de bancos, estacionamentos e mercados mendigar dinheiro, muitos outros vão roubar. Kassab acredita que cracolândia acabou, segundo ele: ”hoje existe uma situação completamente diferente daquela que existia três anos atrás. Hoje é uma nova realidade”, é verdade, hoje a situação é bem pior.



One Response to “Olha a lôra!”

  1. A sociedade toma contornos de selva de pedra.Tomara que um da você possa passar além dessas violências urbanas,