Palmeiras x São Paulo é final antecipada

Palmeiras x São Paulo

Foram definidos ontem os quatro times finalistas do Campeonato Paulista. Guaratinguetá, Palmeiras, São Paulo e Ponte Preta (nessa ordem) ficaram nas primeiras colocações da primeira fase e agora se enfrentam na fase eliminatória. O Corinthians, que ainda tinha chances de classificação, perdeu para o Noroeste e deu adeus ao Paulistão.

O mais legal é que, como o Palmeiras ficou em 2º e o São Paulo em 3º, os dois times grandes da cidade irão se enfrentar já no próximo fim de semana, pela semi-final. Os palestrinos, que tiveram melhor campanha, jogam por dois empates. A polêmica fica agora por conta do mando de campo dos jogos.

Da Gazeta Esportiva:

O técnico Wanderley Luxemburgo não vê motivo para o Palmeiras fazer os dois jogos da semifinal contra o São Paulo no Morumbi, casa do adversário. Após a vitória por 3 a 0 sobre o Barueri, o comandante afirmou que o Palestra Itália tem condições de abrigar uma das partidas e espera esta decisão da Federação Paulista de Futebol (FPF). “Já jogamos Sul-americana, jogos importantes do Paulista neste ano e até final da Libertadores no Palestra. Por que jogar dois jogos na casa do adversário?”, questionou o treinador.

Honestamente? Parece que o Luxa não conhece a estrutura do Palestra Itália. Pensar em jogo decisivo entre duas grandes torcidas no estádio da Pompéia é ignorar o bem-estar do torcedor e afastar ainda mais as famílias e os “torcedores de bem” dos campos. O Palestra é pequeno, não há uma separação boa entre as torcidas e, o pior de tudo, os torcedores chegam pelas mesmas vias de acesso. Briga na certa.

Uma idéia que já é usada na Argentina e em Campinas é fazer “clássico de uma torcida só”. Desse modo, o Palmeiras poderia mandar seu jogo para o Palestra e só entraria torcedor alvi-verde. E no jogo com mando do São Paulo, só entraria torcedor tricolor. O espetáculo perde um pouco da graça, mas fica muito mais seguro e com menos riscos de vioência… O que acham?

Fotos de arquivo.



Comments are closed.