Um Natal mais triste

receita.jpg

O Natal paulistano será um pouco mais triste. Os milhares de nerds espalhados pela cidade sofreram um duro golpe nesta quarta-feira, quando a Prefeitura de São Paulo e a Receita Federal interditaram o Promocenter e o StandCenter, na Avenida Paulista.

corredor.jpg Para quem não conhece (será que tem alguém?), o StandCenter é um “shopping” cheio de camelôs de luxo, que vendem desde CDs piratas até máquinas fotográficas, laptops, MP3 Players e etc.

Encravado no meio da Avenida Paulista, quase ao lado do prédio da Gazeta, o StandCenter ficou conhecido como marco do comércio de pirataria em uma das áreas mais nobres da cidade. É de se estranhar que só hoje, seis dias antes do Natal, é que as autoridades perceberam que produtos ilegais eram vendidos por ali.

Do G1:

O Stand Center será emparedado por alteração na planta e por não cumprir as normas de segurança exigidas. “Será emparedado como forma de mostrar à população que o comércio de mercadorias ilícitas não é permitido”, afirmou o secretário de Habitação, Orlando Almeida.

Se existe mesmo a falta de segurança, por que não foi interditado antes? E o que a falta de segurança tem a ver com o “comércio de mercadorias ilícitas”? São perguntas que só a Prefeitura e a Receita podem responder.

Ps: o Sampaist não é a favor do comércio de produtos ilegais (apesar de já termos comprado alguma coisa aqui ou ali). Mas sem hipocrisia! Todo fim de ano é a mesma coisa. Interditam o local e logo mais ele está aberto e vendendo pirataria novamente, aos olhos das autoridades.



One Response to “Um Natal mais triste”

  1. Eu já falei. É o papai noel grandão que manda fazer isso. Se não ninguém vai dar atenção a ele. …só aos ursinhos pandas.