Across The Universe

acrosstheuniverse.jpgSortudos os que conferiram ainda na última Mostra de Cinema de São Paulo a beleza e a sensibilidade do musical Across The Universe, de Julie Taymor (Frida). O Sampaist só conseguiu ver de perto a obra na última semana, em uma sessão qualquer, ali no Bristol, na região da Avenida Paulista.

O filme, um musical daqueles em que se ama ou se odeia, conta a história de dois jovens, Jude e Lucy, que se apaixonam durante as agitadas décadas de 60 e 70.

Embalado com canções dos Beatles, o longa não só brinca delicadamente com todos os acontecimentos da época como reproduz fielmente a pureza do trabalho de uma das bandas mais importante de todos os tempos.

Os protagonistas interpretados por Evan Rachel Wood, no papel de Lucy, e Jim Sturgess, no papel de Jude, fazem jus ao nome do filme e não ficam devendo em nada quando colocados à prova frente a responsabilidade de trazer para o cinema toda a essência minimalista proposta no musical.

A trilha sonora escolhida cuidadosamente a dedo emociona aos fãs do quarteto de Liverpool e faz sonhar acordado àqueles que em algum momento identificaram-se com as inocentes músicas que compõem o filme.

É dificil precisar qual o momento de êxtase do longa. Cada cena, e suas particularidades, faz brotar nos espectadores as mais diversas sensações, sejam elas de satisfação ou estranhamento.

Avesso a alguns critérios e digno de críticas das mais variadas, Across The Universe é algo que, mesmo ironicamente, deve ser “experimentado”.

Saiba onde assistir.

Crédito//Foto: Divulgação



One Response to “Across The Universe”

  1. Fiquei curioso depois de ter visto o site há 2 semanas, que é muito bom. acrosstheuniversthemovie.com. Mas mais pela trilha sonora que conheço muito e muito bem.

    Mas como todo musical ou algo parecido, imagino que seja um água-com-açúcar bem aguado.