Ciúme no carnaval de São Paulo

Pintou ciúme no carnaval! Os presidentes de escolas de samba de São Paulo embarcaram ontem para Brasília para reivindicar os mesmo direitos que o carnaval carioca.

No último sábado, o governo federal anunciou R$ 12 milhões para as escolas de samba do Grupo Especial do carnaval carioca, através de recursos de empresas do setor petroquímico. Veja trecho do comunicado que recebemos:

A afirmação feita pelo próprio presidente da República, em encontro com o overnador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, deixa todos os sambistas e agremiações carnavalescas de São Paulo profundamente indignados.

Não é novidade alguma que o Carnaval de São Paulo ao longo dos anos tem evoluído em todos os aspectos, resultados estes espelhados por diversos outros segmentos dentro e fora dos nossos limites territoriais, tudo isso devido ao envolvimento das escolas e o trabalho incansável das diretorias e colaboradores de cada uma das agremiações, que lutam contra a falta de recursos com bastante criatividade e talento a fim de projetar e executar um grandioso espetáculo a altura dos outros Estados.

Não sei quanto a vocês, mas preferimos ver a verba do governo investida em setores mais importantes, não acham?

A foto é do Flickr do Mantelli.



2 Responses to “Ciúme no carnaval de São Paulo”

  1. Gosto muito do carnaval paulistano, mas não dá pra comparar. É só ver que, no Rio, todos os ingressos foram vendidos em 20 min. Em SP, até agora, só 10% foram vendidos. O carnaval paulistano é um grande espetáculo, mas é local. O do Rio é internacional. A verba, que é da Petrobras, talvez se justifique, sim, apenas para o carnaval carioca.

  2. Não sou antipático, mas odeio todo e qualquer tipo de carnaval, em qualquer lugar do mundo.

    Ainda 12 milhões para patrocínio e geração de lixo material e sonoro é dose.

    O pior é que é mais eficiente a fiscalização interna contra desvios de verba para a zona do carnaval do que em projetos sociais úteis.