Debate sobre urbanismo e sua representação na arte contemporânea

casasdoBrasil.jpg

A ocupação do espaço urbano e a questão da moradia nas metrópoles vistas pelo prisma da representação fotográfica e da arte contemporânea será o mote do debate que integra a exposição “Casas do Brasil 2007”, em cartaz no Museu da Casa Brasileira.

Com a participação de Eder Chiodetto, jornalista, fotógrafo e curador da mostra Casas do Brasil; Guilherme Wisnik, arquiteto, professor e colunista da Folha de S.Paulo; e de Júlia Andrade, geógrafa, doutoranda pela USP e Universidade de Paris 1 com a tese intitulada “Urbanização corporativa e as revalorizações de áreas centrais.


Eder Chiodetto
Jornalista e fotógrafo, atualmente é curador do Clube de Colecionadores de Fotografia do MAM-SP, onde também realiza curadorias como a da exposição “Veracidade” (2006). Atua ainda como crítico de fotografia no jornal Folha de S.Paulo onde foi repórter-fotográfico (1991 a 1994) e editor de fotografia (1995 a 2004). Como curador realizou ainda as mostras “Derivas”, na galeria Vermelho, em 2004, e as mostras de Helga Stein e Rodrigo Braga, em 2006, para o projeto “Portfólio” do Instituto Itaú Cultural. É autor do livro “O Lugar do Escritor” (2002), vencedor do prêmio Jabuti em 2004, lançado pela Cosac Naify, editora onde ele atualmente coordena a edição da coleção de livros de fotografia “FotoPortátil”, entre outros títulos. Este ano Chiodetto foi o curador convidado do Prêmio Porto Seguro de Fotografia e da Semana de Fotografia Fnac/Fotosite.

Guilherme Wisnik
Arquiteto, formado pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP, 1998), e mestre em História Social pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da mesma universidade (FFLCH-USP, 2003). É professor na Universidade Anhembi Morumbi, colunista do jornal Folha de S.Paulo, roteirista do longa-metragem O Risco – Lucio Costa e a Utopia Moderna, de Geraldo Motta Filho (prêmio especial do júri no Festival de Gramado, 2003), e curador da mostra Em trânsito: Gravuras e Esculturas de Alberto Martins (Estação Pinacoteca, 2007). Publicou os livros Lucio Costa (Cosac Naify, 2001) e Caetano Veloso (Publifolha, 2005), além de ensaios em diversas publicações.

Júlia Andrade
Geógrafa, graduada pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, fez mestrado com o título “Território e Cultura: Um desafio para as leis de Incentivos fiscais e o Marketing cultural”, em 2001, pela Geografia da USP. Seu doutorado foi intitulado “Urbanização corporativa e as revalorizações de áreas centrais. Uma Luz na geografia das desigualdades”, em co-tutela pela Geografia -USP e pela Université de Paris 1 Panthéon Sorbonne. Foi pesquisadora do Centro de Estudos da Metrópole (CEM) e deu aulas na Universidade de Santo Amaro – UNISA nos cursos de história e geografia.

Debate: 13 de novembro, às 19h30 // Entrada gratuita, por ordem de chegada // Museu da Casa Brasileira – Av. Faria Lima, 2705 // Te.: 3032 3727 // Estacionamento: preço único R$ 10,00



Comments are closed.