Novos caminhos para o MuBE

MuBE.jpg Em recente audiência com o prefeito Gilberto Kassab, o atual conselho diretivo do MuBEMuseu Brasileiro da Escultura – apresentou um amplo relatório do que vem sendo feito na administração (festas, eventos, feirinhas de antiguidades…será isso?), bem como os planos, previsões e perspectivas para o Museu a partir do início de 2008.

Em contrapartida, o Conselho obteve do Prefeito a garantia do mais amplo apoio e colaboração em todo o processo de reformulação do MuBE.

“O Conselho atua regularmente de forma que não haja solução de continuidade nas atividades que constituem o dia-a-dia e compromissos da Instituição. Ao mesmo tempo vem conduzindo os trabalhos de elaboração dos novos estatutos, além de manter o cronograma de atividades”, explica Ruben Fonseca e Silva, membro do atual Conselho e sócio de Thiollier e Advogados.

Nós, que tanto nos preocupamos com as “milhares” de esculturas do espaço, estamos ligados nas movimentações.

Conselho

O MuBE é hoje administrado de forma colegiada por um Conselho eleito em Assembléia Geral Extraordinária realizada no dia 17 de setembro, que recebeu a missão de gerir o Museu até que seja concluído o processo de sua transformação numa Sociedade Civil de Interesse Público – OSCIP, num prazo máximo de 120 dias.

O novo Conselho é formado pelo advogado Ruben Fonseca e Silva, de Thiollier e Advogados, que representa a fundadora Marilisa Rodrigues Rathsam, Jorge Frederico Magnus Landmann, Amadeo Peter Hiller, Olivio Guedes de Almeida Filho e Jacob Klintowitz, todos estes antigos Diretores do MuBE.



Comments are closed.