Deu no Estadão

Recebi o link há pouco do amigo e jornalista Carlos Freitas, do site Trivela.com, via MSN, e, evidentemente, não pude ignorar.

“As filmagens continuam. Meirelles, muito compreensivelmente, não quer abrir o set para a curiosidade geral da nação e dos jornalistas. Um pequeno mistério sobre o que de fato será o longa, baseado no romance de Ariano Suassuna, que rendeu ao escritor português o Nobel de Literatura, é sempre interessante”

Detalhe: a repórter Flávia Guerra se referia ao romance “Ensaio Sobre a Cegueira”, de José Saramago. Deu tilt no Google ;p

Quem quiser ver a matéria com os próprios olhos, clique aqui – pelo menos enquanto o editor não corrigir.

Para ninguém falar que jornalistas são cobras venenosas e mentirosas (rimou!), segue o print abaixo:

materiaedit.jpg

Haha! E depois o Estadão ainda tem coragem de criticar os blogueiros.



2 Responses to “Deu no Estadão”

  1. “Arriano Suassunga”

  2. Já dizia o meu sábio avô: macaco senta no próprio rabo e rí do rabo dos outros !

    Sinceramente eu não ví algo de tãão grave assim…

    E uma pergunta: A frase “Para ninguém falar que jornalistas são cobras venenosas e mentirosas (rimou!) …” se refere à pessoa que escreveu o artigo no Estadão ou à mente maliciosa que escreveu este post ?

    Ou seja, tú és uma cobra venenosa mesmo !