Metroviários continuam demitidos

metropb.jpg Os metroviários que foram demitidos após a greve da categoria em São Paulo conseguiram mais uma derrota na Justiça nesta segunda-feira. A juíza Cátia Lungov negou o pedido de readmissão dos 61 funcionários que perderam o emprego. De acordo com o Último Segundo:

Após a decisão da Justiça, o Sindicato dos Metroviários resolveu fazer uma reunião para decidir quais medidas serão tomadas para tentar reverter as demissões.

O Metrô justificou as demissões dizendo que os funcionários apresentavam desempenho abaixo da média e já tinham sido alertados sobre o problema. A demissão logo após a greve teria sido uma “coincidência”. Nas próximas semanas haverá um concurso público para preencher as vagas deixadas pelos demitidos.

O que você acha dessa história? Essa coincidência está bem estranha, não é? Concorda com demissões por causa da greve? Deixe seus comentários!

Foto no Flickr do R. Motti



One Response to “Metroviários continuam demitidos”

  1. É meio difícil avaliar sem saber todos os fatos, mas se a greve foi feita de forma ilegal, parece que o afastamento seria justificado. Considerando que a Justiça Trabalhista costuma ser bem parcial em favor do empregado, a juíza ter denegado o pedido de readmissão mostra que as razões são fortes.

    Dito isso, valeu pelo uso da foto. :)