Las Vegas tupiniquim

slotsmachine.jpg A Prefeitura de São Paulo parece querer mesmo acabar com a farra dos apostadores das máquinas caça-níqueis da cidade. Hoje a assessoria do das subprefeituras divulgou um balanço falando que, em três meses, 2.716 máquinas foram apreendidas.

Bares, restaurantes, padarias e “quebradas” são os principais alvos das operações de busca e apreensão. E, segundo o balanço, as regiões de Santo Amaro, na zona sul, e da Sé, no centro, foram as que mais registraram ocorrências. Segundo o subprefeito de Santo Amaro, “não existam mais máquinas caça-níqueis nos estabelecimentos da área de abrangência da subprefeitura”.

As ações de busca não se concentram apenas em bairros afastados. Em Pinheiros, as operações de 18 de maio a 4 de julho resultaram na apreensão ou lacre de 176 máquinas. Na Vila Mariana, foram apreendidas 80 máquinas e lavradas multas no valor de R$ 250 mil desde maio. Todas as máquinas recolhidas são conduzidas para o galpão da Polícia Civil.

Segundo a Prefeitura, as operações em outras regiões resultaram em apreensões ou lacres de 203 máquinas em M´Boi Mirim, 69 no Jabaquara, 34 na Mooca, 60 em São Miguel Paulista, 184 em Vila Prudente, 68 em Aricanduva, 13 em Campo Limpo, 4 em Itaquera e 24 em São Mateus.

Foto no Flickr do icka



Comments are closed.