Greve do Metrô pára a cidade

metrofechadop.jpg

A noite ainda nem começou e os paulistanos que usam o metrô já querem esquecer este dia faz tempo! Como foi prometido, os metroviários iniciaram a greve e atrapalharam diretamente a vida de cerca de 3 milhões de pessoas. Indiretamente, podemos considerar que toda a cidade foi prejudicada.

Pela manhã, muitos usuários da Linha Vermelha, que liga as zonas leste e oeste, deram de cara com os portões fechados das estações. Muita gente nem sabia que haveria greve. Houve um princípio de tumulto na estação Corinthians-Itaquera, mas nada muito grave. A não ser os milhares de trabalhadores que chegaram atrasados ao serviço. As linhas Azul e Verde operaram “normalmente”, com intervalos de 3 minutos entre as composições.

tumulto.jpg Atualização – 18h00 – Por volta das 18h, a coisa esquentou na Estação da Luz. Segundo a Globonews, houve tumulto na entrada da Estação da Luz e a PM teve que ser chamada para conter os passageiros que queriam voltar para casa. Segundo a Folha Online:

De acordo com informações preliminares da PM, homens do 13º BPM (Batalhão de Polícia Militar) tiveram de conter uma verdadeira multidão estimada em cerca de mil pessoas que queriam acessar os bloqueios da estação. Ainda não se sabe se pessoas foram feridas no tumulto.

Atualização – 18h15 – A Folha Online informa que os metroviários decidiram manter a greve após assembléia realizada no final da tarde desta quinta-feira. Ou seja, sexta-feira sem metrô e sem rodízio promete ser um dia daqueles!

Atualização – 18h25 – A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou, às 18h, 151 quilômetros de vias congestionadas. Para saber como está o trânsito em tempo real na cidade, basta visitar o site da Prefeitura. Lá é possível ver as vias mais complicadas antes de sair do trabalho. Mas o Sampaist recomenda que você deixe o carro na garagem, saia para um happy hour com os amigos e só volte para casa mais tarde. Se beber, não dirija… :)

portas.jpg Atualização – 18h40 – Enquanto isso, os sites da Prefeitura e do governo do Estado ignoram que a greve existe e que milhares de paulistanos podem estar procurando por informações sobre rodízio, estações abertas ou fechadas e etc. A única notícia que encontramos no site do Estado é das 9h da manhã. Lastimável…

Atualização – 18h50 – Em entrevista à rádio Jovem Pan, o governador José Serra afirmou que a greve é “insensata” e insinuou que a Central Única dos Trabalhadores estaria por trás do movimento grevista.

Atualização – 19h10 – O diretor do Sindicato dos Metroviários presidente da Federação Nacional dos Metroviários, Wagner Fajardo, acaba de afirmar, em entrevista à CBN, que “se dependesse dos metroviários, não haveria greve”. Yeah, right! Conta a do papagaio!

Atualização – 19h25 – A “blogosfera paulistana” também repercute a greve dos metroviários. O República Vermelha chama a paralisação de “Apagão Metroviário”. O Dreux comenta o caos que foi pela manhã na zona leste. A Sarah Sioli, do Cansei do Cristo, lamenta a greve e publica uma foto para mostrar a poluição com o excesso de carros na cidade. O Vida de Jão sugere que, para protestar, os trabalhadores trabalhem pelados!

Atualização – 19h35 – A rádio CBN informa que, “depois de muito tumulto”, a Polícia Militar conseguiu organizar uma fila na porta da estação da Luz. Segundo a repórter que está no local, “a fila é quilométrica”. Gostamos da “precisão” da jornalista…

Atualização – 19h45 – O secretário de Transportes Metropolitanos, José Luiz Portella, negou que o governo não tenha tentado negociar com os metroviários. “Eles estão falando um monte de mentiras. Existe uma conotação política por trás disso.”, disse, em entrevista à CBN. Ainda segundo Portella, o sindicato deve ser multado pelo Tribunal Regional do Trabalho por não ter cumprido as exigências mínimas de funcionamento do sistema.

Atualização – 19h50 – O trânsito na cidade continua uma lástima. A CET registrou, às 19h50, 159 quilômetros de lentidão. Já viu o que te espera amanhã?

Atualização final – 20h – Vamos encerrar os posts em tempo real sobre a greve no metrô de São Paulo. É hora de descansar, assistir um seriado, ler um livro… Mas antes, vamos ao resumo do dia:

A foto do início do post é do jornalista do Último Segundo Bruno B. Soraggi. As fotos menores são do fotógrafo mais famoso da internet, o “Reprodução”



6 Responses to “Greve do Metrô pára a cidade”

  1. Óia, mto legal o post com as atualizações!

  2. Grossomodo, se soubessem como é o mundo lá fora, dariam valor às circunstâncias que experimentam. …claro que em se considerando as proporções de perfis sócio-cultural, intelectual etc.

    Sem exaltar conformismo, imagino que se analisassem efetivamente suas condições -e não simplesmente se baseassem no exemplo do PLR da Petrobras,- classificariam como não necessária esta manifestação.

    A paralisação do metrô ocorre por conta da negociação para pagamento de Participação nos Lucros e Resultados (PLR). Os metroviários pedem R$ 1.800, mas a Companhia do Metropolitano propôs R$ 800, a título de adiantamento, a ser pago em setembro, vinculado a metas estabelecidas pela empresa. Não houve acordo na audiência de conciliação no TRT na tarde de quinta-feira.

    Fonte: O Globo

  3. Realmente a cobertura ficou ótima. Parabéns!

  4. Não vou entrar muito no mérito de quem está certo nessa, não tenho informação pra isso. Mas acho que o conceito de sindicalização aqui no Brasil é beeem deturpado e faz tempo.
    Mas, quem tiver argumentos pra tirar satisfações com o Sindicato dos Metroviários, ou simplesmente queira mais informações sobre seus motivos seguem alguns contatos :

    SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE TRANSPORTES METROVIÁRIOS DE SÃO PAULO
    R. Serra do Japi, 31 . Tatuapé . CEP 03309-000
    Fone: (11) 6195-3600 Fax: (11) 6198-3233
    sindicato@metroviarios-sp.org.br

    …………………………………
    Presidência
    Fones: 6195-3636
    …………………………………
    Secretaria Geral
    Fones: 6195-3623/3632
    …………………………………
    Secretaria de Imprensa e Comunicação
    Fones: 6195-3638/3619
    …………………………………
    Secretaria de Assuntos Jurídicos
    Fones: 6195-3620/3621
    …………………………………
    Secretaria de Organização
    Fones: 6195-3604/3613

    Muito boa a cobertura, como sempre.

    []‘s

    Daniel Kono

  5. Eu acho que todo mundo está se preocupando à toa. Para mim, que uso a bicicleta como meio de transporte, não afetou em nada…

    Brincadeira hein pessoal, não vão me apedrejar, haha! :D
    (mas que não afetou em nada é verdade)

    [ ]‘s
    Willian Cruz

  6. Obrigado por ler Vida de Jão!

    http://www.vidadejao.blogspot.com

    Grato
    Jão