Metrô entra em greve

metrope.jpg Como adiantamos ontem, os metroviários de São Paulo resolveram mesmo entrar em greve logo mais. Eles devem parar por 24 horas a partir da meia-noite desta quinta-feira.

O impasse se dá por conta da forma de pagamento da Participação nos Resultados (PR) da companhia a seus empregados. Segundo a Folha Online, o Metrô entregou hoje uma nova proposta de pagamento da PR, com antecipação de R$ 800 para setembro e assim continuar as negociações. Os metroviários, em assembléia nesta noite, não aceitaram a nova proposta.

Em nota, o Metrô rebate e diz que já apresentou três propostas, que foram rechaçadas pelo Sindicato. “A Participação nos Lucros e Resultados (PLR) não é salário e sim um prêmio pelos resultados obtidos durante o ano”. Ainda segundo o Metrô, um reforço nas linhas de ônibus já foi acionado e os trens da CPTM irão trabalhar em esquema diferenciado para tentar suprir a demanda de passageiros.

Vale lembrar que a greve deve obedecer liminar do Tribunal Regional do Trabalho, que determina o funcionamento de 85% da operação do Metrô nos horários de pico (entre 6 e 9 h e entre 16 e 19 horas) e de 60% nos demais horários. “O não cumprimento da decisão judicial acarretará ao Sindicato responsabilidade civil e penal, além de multa diária de R$ 100 mil, que será revertida a favor do Hospital São Paulo, Hospital das Clínicas e Santa Casa de Misericórdia de São Paulo”.

Foto no Flickr da Caroll K.



Comments are closed.