Parques de São Paulo

parquedaluz.jpg

O leitor Stanely Calderelli enviou a dica no e-mail que a Prefeitura de São Paulo lançou, no começo deste mês, o Guia dos Parques Municipais. O guia abrange 33 parques e áreas verdes paulistanas em um livreto de 116 páginas.

Além de proporcionar contato com a natureza, as áreas verdes sociabilizam e divertem com os equipamentos de lazer instalados ali. E conhecer esses parques é também estar em contato com o pouco da história de São Paulo. O Jardim da Luz, Buenos Aires e Tenente Siqueira Campos (antigo Trianon) e o Parque do Ibirapuera, por exemplo, foram criados como locais de cultura na época em que a região crescia com a produção de café.

O guia traz informações básicas sobre infra-estrutura, funcionamento, fauna e flora de cada uma dessas áreas. Também contém uma lista de parques em implantação, informações sobre as duas Áreas de Proteção Ambiental do Município e um mapa com a localização de todos os parques. É um bom material de referência para os amantes da natureza que vivem confinados no espaço urbano!

Segundo a Prefeitura, uma versão do guia em inglês será lançada futuramente, para disponibilizar informações sobre os parques municipais aos turistas.

Foto do Parque da Luz no Flickr da Andrea Fregnani.



One Response to “Parques de São Paulo”

  1. Tem que estimular “esse povo” daqui (mesmo que não seja daqui) a conhecer são paulo. …as partes boas também!

    A cidade é “mal vista” porque sempre se lembram de shoppings (nada contra), trânsito, bares caros e baladas.

    Tem muita coisa legal pra se fazer a pé ou de bike (já que se vai andar de vagar de qualquer jeito…). Final de semana foi feito pra se aproveitar. Melhor ainda se for em locais que proporcionem contato com cultura e comidinhas e atividades saudáveis. Com contato social, com luz natural é muito melhor!