Show cancelado?

Acabamos de receber este comentário do leitor Luigi:

Já ficou sabendo??
A apresentaçao de hoje (23/06) das 17h do Blue Man Group foi cancelada… após 2 horas de “espetáculo” devido a FALTA DE ENERGIA!
E taxistas da região afirmam que não houve queda nenhuma de energia no bairro…
O Credicard Hall culpou a Eletropaulo, mas deu um SHOW de descaso com todos os milhares que pagaram (e não pouco) e não puderam assistir ao espetáculo devido a uma falta BÁSICA de infraestrutura.
Lamentável como São Paulo não conta com um lugar decente para espetáculos de nível internacional!

Não ficamos sabendo do ocorrido e os sites de notícias não tocaram no assunto. Tentamos ligar no Credicar Hall, local do show do Blue Man Group, e ninguém antendeu. O site do Credicard Hall também está fora do ar.

Sabemos que tem outra apresentação marcada para as 22h deste sábado. Será que ela vai acontecer? Se você estava na apresentação de hoje das 17h ou na das 22h, deixe um comentário e fale o que você viu! Enquanto isso, vamos continuar tentando falar com o pessoal do Credicard Hall para saber o que aconteceu.

UPDATE (24/06 – 15h20): Segundo “A Tribuna Online”, de Santos, “o show foi interrompido depois de já ter iniciado. Segundo a organização do espetáculo, houve uma queda de energia por causa da potência dos equipamentos usados. Quem estava no show pode escolher entre receber o dinheiro do ingresso de volta ou ser remanejado para outra sessão”.

Concordamos com o comentário do Rodrigo e torcemos para que a organização do show tenha um pouco mais de organização (meio óbvio, não?) na hora de calcular a energia que um mega-show desses gasta.

UPDATE (25/06 – 20h20): Cancelamento do show do Blue Man Group causa polêmica. Clique aqui para ver.

Foto no Flickr do Honma.



13 Responses to “Show cancelado?”

  1. Se isto realmente aconteceu, é uma pena. Assisti o Blue Man Group ontem à noite, na estréia. E foi sensacional.

  2. Pois é, Agê. Já vi uma versão anterior do espetáculo do Blu Man Group e devo ver esta nova montagem em SP também. Vale muito o valor do ingresso!
    abs
    leandro

  3. Meu lado subersivo está comemorando este ocorrido… É um absurdo o preço que cobraram pelo ingresso do show como também é absurdo os preços que cobram por tudo que é cultural. Como pode as pessoas ter acesso a cultura se o preço é abusivo e inacessível para a maioria delas?

  4. Estive lá com minha mulher, somos de Curitiba e realmente foi uma palhaçada o que fizeram, ficamos depois do show mais 2 horas e nada de recebermos uma informação oficial. Segunda cedo o caso já estará com meu advogado. CIDADANIA JÁ!

  5. Me desculpe Rodrigo,
    mas apesar do preço alto, quem se dispôs a pagar não merece que pessoas como vc comemorem o fato que não houve espetáculo na data.
    Tenho certeza que para apenas 5% dos pagantes o dinheiro não faria alguma diferença. A maioria plena das pessoas estava revoltadíssima com o fato de ter desembolsado uma pequena fortuna e dar de cara com um cancelamento devido à falta de planejamento energético.
    Tenho ingresso comprado para o próximo final de semana e realmente espero que esse tipo de problema não ocorra.
    Realmente cultura no Brasil é algo caro, especialmente em São Paulo. Mas se há demanda, e de fato é difícil conseguir comprar ingressos devido às filas e rápidos esgotamentos, não culpo os organizadores.
    Um médico que vê seu consultório médico lotado de pessoas também elevaria o preço de sua consulta para talvez atender um pouco menos (e não se sobrecarregar) e ganhar mais. Ele trata de uma área delicada: saúde. Saúde não deveria ser para todos?
    No mundo capitalista em que vivemos itens basicos são comercializados. Assim como se vende saúde (e como se vende! Vide médicos estrelas como Lygia Kogos que cobram também pequenas fortunas para uma consulta de 30min). Muitos invejosos reclamam de seu sucesso. O mesmo ocorre com a CIE Brasil. É claro que não há um esforço de promover sessões populares, mas imagine a bagunça!! Vejo como impossível promover um espetáculo gratuito sem atrair hordas de pessoas. A Virada Cultural consegue levar milhões de pessoas ao pleno centro de madrugada por que é de graça. Caso forem promover sessões com preços mais baixos, imagine a fila para comprar? As reclamações já são muitas em relação a fila qdo o preço já é alto (alguém se lembra do frenesi Cirque de Soleil?)

  6. Imagino que até o momento todos já ficaram sabendo do escândalo que foi o Blue Man Group no sábado. As filas para remarcação superavam as 400 pessoas, e o reembolso, para quem comprou no Credicard Hall, só se dará a partir de quarta. Quem comprou pelo Ticketmaster aparentemente conseguirá seu reembolso a partir de segunda.
    Uma amiga que foi e tentou remarcar, após algumas horas na fila (imediatamente após a apresentação remarcada) e assistir a muito bate-boca de espectadores exaltados, especialmente aqueles que vieram de outras cidades. Após pagar 120 reais por um ingresso na fila A, foi oferecida um remanejamento para fila J (o remanejamento só seria feito no mesmo setor) numa apresentação em plena terça feira, pois não haveria como abrir uma apresentação extra (tal coisa já foi feita há alguns dias anteriores à estréia, e a agenda contratual dos artistas já está completamente lotada).
    O que fazer diante de tamanho descaso?
    Pela terceira vez minha amiga terá que se deslocar até o Credicard Hall (que fica bem próximo de seu bairro Higienópolis diga-se de passagem) para ficar em mais uma fila esperando o reembolso na quarta. E sem o espetáculo, que mesmo comprado com tanta antecedência ficaria relegado a uma simples fila J.
    Felizmente minha amiga conseguiu se livrar do local antes das 22h e não soube se houve a apresentação. Continuamos apreensivos!!

  7. E a leitores “espírito de porco” como o Rodrigo, fica o questionamento:
    Via Funchal, Citibank Hall, Credicard Hall. Cada um com suas (críticas) falhas. Qdo haverá uma casa de espetáculos decente nessa cidade?
    Teatros já temos vários e excelentes (Abril, Alfa). Mas para shows as adaptações são tão precárias.
    Alguém se lembra do pântano que virou o show do Oasis em pleno “estacionamento do Credicard Hall?” Uma cidade com 20 milhões de habitantes faz show em estacionamento?
    O paulistano despreza o interior mas quando se trata de eventos grandes tudo aqui se dá nas bases do “jeitinho brasileiro”
    Deu no que deu. Apagão no Blue Man Group
    Ou como diria minha amiga, Black Man Group… pq só se via o preto, da falta das luzes, rsrsrsrs

    É rir pra não chorar…

  8. Sou marido da Marcela e reitero tudo o que foi dito.
    O reembolso e as remarcações podem de fato ocorrer. Antes de nos mudar para São Paulo frequentemente vínhamos do Rio para assitir espetáculos. Será que o Credicard Hall levará em conta as milhares de pessoas que também fazem o mesmo?
    São Paulo é um polo cultural. Reembolsar “na quarta” e remarcar são soluções bairristas que prejudicam todos que vieram de outras cidades. Não só atrapalha quem mora em São Paulo, mas sim INVIABILIZA para quem NÃO mora aqui.
    As despesas com táxi, hotel, aposto que não estão levando em conta…
    Realmente é algo mais que lamentável e decepcionante a situação que foi criada aqui.
    Felizmente São Paulo tem a reputação que merece, apesar da mídia ter ignorado completamente o ocorrido.
    Espero que tomem medidas para que ninguém mais tenha que passar por esse tipo de problema. Sexta que vem somos nós, e com certeza não queremos ver nosso espetáculo interrompido por uma falta de energia. Parece até que estamos na África…

  9. Eu estava lá. Tinha ganhado cortesia e estava numa das suítes privativas do Credicard Hall. O show é botininho mas bem ordinário. Entretenimento pra família. Muita pirotecnia e nada criativo. Uma enorme compilação de coisas que outras artistas fazem à anos! Eles usam a desculpa de ‘criticar’ os shows de rock pra juntar tudo de 1x o que eles tem de melhor… Soluções visuais incriveis usadas por Nine Inch Nails há mais de 10 anos (turnê do downward spiral)… U2 há mais de 15 anos (ZooTV).. N’Sinc no VMA’s 99… Gorillaz (2 anos atrás), Stomp, Mais um monte de referencias… copiadas e pioradas pra agradar o vovô, a titia e e toda a família burguesa. Adorei a pane elétrica. Inclusive o otário que queria subir no palco pra bater no representante do Credicard. Foi sensacional… a melhor parte do show! “Desce aqui, filha da puta! Vai tomar no cú!” Tadinho… é o nível de compreensão do público do Blue Man Group. Viva o povo brasileiro. Que pagem caro pra emburrecer! Nós merecemos.

  10. Não sei porque mas não consigo logar mais com meu outro login! =(
    Eu sou o Rodrigo “Espírito de Porco” do post acima.

    Marcela,

    Por dizer que meu LADO SUBSERVISO (importante frisar) estava comemorando você me ofende? Ou você não entende ironias?

    E eu não disse que os eventos têm que ser gratuitos, disse que o preço é absurdo. Shows como este e muitos outros são entupidos de burguesinhos enquanto uma enorme massa da população que poderia ter acesso à cultura está marginalizada.

    Mas enquanto existir pessoas que acham que popular é sinal de bagunça ainda vão existir seres humanos sendo explorados devido a sua ignorância. E abro um parênteses: será que eles é que são ignorantes?

  11. Aqui é o Luigi
    Não esperava que o post fosse ter tamanha repercussão. Foi de fato uma afronta e acho lamentável que nem uma notinha sobre o assunto tenha saído no UOL.
    De fato o reembolso só vai acontecer na semana que vem, deprimente…
    Dei uma lida aqui nos comentários acima e concordo muito com o que foi dito. Quanto ao Rodrigo (flooder) logo acima, infelizmente, meu amigo, você caiu na contradição total.
    Entupidos de burguesinhos?
    Que terminologia é essa mais antiquada?
    Uma massa da população é marginalizada sim, mas isso não tem nada a ver com quem pagou o ingresso. Ninguém tem culpa nenhuma. Quem consome cultura não exclui que não consome, mto pelo contrário. Agora você ofende as pessoas que pagaram como se elas fossem culpadas. E essa mentalidade marxista de ficar chamando todo mundo de “burguesinho” nao cola. Quem usa internet, tem login do Sampaist, aposto que tem um bom computador, tá completamente inserido no consumismo.
    Então vc também é um burguesinho. E se vc foi no Blue Man vc também ajudou a entupir aquele local.
    Tá achando ruim? Muda pra Cuba e vê a merda que la é. Ou então abre um livro e vê se estuda algo que realmente preste!!
    Cada ridículo que aparece por aqui…
    Sem mais

  12. Acabei de reler aqui e vi que o Rodrigo de fato não foi ao Blue Man Group.
    O que dá a entender aqui é um caso CLÁSSICO de inveja.
    Uma pena que tem gente invejosa que adora estragar prazer
    E ainda sai ofendendo!!!

  13. May I simply say what a help to find someone who really understands just what they are talking about on the internet. You certainly can bring a difficulty to light and allow it to vital. More people need to learn this particular and understand it all aspect of the story. I cant believe you aren’t very popular as you positively have the gift.