A trajetória do Projeto Tietê

riotiet%C3%AA.jpg Hoje, amanhã e domingo, milhares de paulistanos terão um motivo a mais para passear no Parque Ibirapuera, zona Sul da Capital: conhecer o Projeto Tietê, um dos maiores projetos de saneamento do mundo. Trata-se do evento Viva a Mata, que está em seu terceiro ano de comemoração.

Organizado pela SOS Mata Atlântica, o objetivo do evento é incentivar a preservação da mata e do meio ambiente, foco principal do Projeto Tietê.

Neste ano, com a conclusão da segunda etapa, o índice de coleta de esgoto na região metropolitana vai saltar de 80 para 84%, e o de tratamento de 62 para 70%.

Estima-se que novas 290 mil ligações domiciliares estarão conectadas ao sistema de coleta da cidade, ou seja, todo este esgoto será tratado antes de ser lançado nos principais mananciais da cidade, principalmente na represa Billings e nos rios Pinheiros e Tietê.

Além do Projeto Tietê a Sabesp vai mostrar o ciclo da água na natureza. Os visitantes poderão visualizar o processo em uma maquete auto-explicativa. No sábado, dia 29 pela manhã, haverá participação no seminário “Água: os desafios para a conservação dos recursos hídricos”, através de palestra e filme didático.

O projeto Tietê foi criado em 1992. Mais de 1,2 milhão de pessoas serão beneficiadas; 3.192 km de tubulações para não deixar que 850 milhões de litros de esgoto sejam lançados diariamente rio.



One Response to “A trajetória do Projeto Tietê”

  1. Boas novas em sampa! muito boa esta!
    que sirva pra motivar e educar os cidadãos a ajudar a proteger os recursos essenciais naturais.