Invasão da USP – atualização

reitoriaocupada.jpg Ninguém agüenta mais ouvir falar na invasão da reitoria da USP. Eles estão nesse impasse, nesse “chove e não molha” que já cansamos de esperar pela desocupação ou pelo sucesso da revolução.

O último avanço que temos notícia é a reunião entre a reitora e representantes dos estudantes na tarde desta terça-feira. Segundo o G1, Suely Vilela fez uma última proposta cedendo em três pontos às reivindicações dos alunos. De acordo com ela, este é o último passo que a universidade pode dar em busca de uma saída pacífica.

Como tudo o que é decidido pelo “comitê revolucionário ultrajovem“, a proposta da reitoria tem que ser aprovada pelos estudantes em uma assembléia, que deve ocorrer no começo da noite desta terçao.

Enquanto isso, fora do campus, a PM já lustra seus cacetetes para realizar a ocupação caso necessário. Segundo Paulo Henrique Amorim, do portal iG, “a Tropa de Choque aguarda apenas uma convocação de um Oficial de Justiça para promover a desocupação do prédio da reitoria da USP”.

Agora é esperar para ver. Achamos difícil que alguma solução concreta saia esta noite. E você, o que acha de toda essa confusão?

Foto no Flickr do Sampaist.



2 Responses to “Invasão da USP – atualização”

  1. Acho que você não anda se informando corretamente. Dalmo Dallari, um dos maiores juristas, se não o maior, desse país e mais 320 professores da USP se declaram a favor dessas manifestações, além de intelectuais, artistas e professores de outras instituições. Acho que você não leu sobre os decretos que tanto se fala. Acho que um professor da FGV, como no jornal da globo, falando da situação na USP leva a esse tipo de pensamento e preconceito chato.

    Aliás, acho nada,tenho certeza de tudo isso. Mas, seu blog é legal.

  2. por favor, leiam:
    conversa-afiada.ig.com.br/materias/432501-433000/432827/432827_1.html