Ocupação da Reitoria da USP

campusp.jpg

Um assunto que passou em branco no Sampaist, e na maior parte da “grande mídia“, foi a ocupação (ou “invasão”, como queiram) da reitoria da USP na última quinta-feira. O prédio da Reitoria continua ocupado pelos estudantes até hoje e cerca de 20 representantes dos alunos tiveram uma reunião nesta tarde com a reitora, Suely Vilela. Segundo a Folha de S. Paulo:

Inicialmente, a lista de reivindicações divulgada pelos alunos na quinta e sexta-feira continha cinco itens. Além da exigir da direção da Universidade uma posição oficial sobre os decretos do governador José Serra (PSDB) –entre eles o que criou a Secretaria de Ensino Superior, e mais moradias para os alunos–, os estudantes, agora, querem debater outros temas, inclusive um posicionamento público por parte da Reitoria contra a condenação de dois estudantes da FAU-USP (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP), condenados a três meses de prisão por realizarem uma pichação no asfalto do campus Butantã (zona oeste) em agosto de 2005.

A Comitê de Imprensa da Ocupação da Reitoria da USP (organização é tudo nessa vida…) criou até um blog para postar fotos e vídeos da rotina da ocupação. Big Brother USP! Segundo o Último Segundo:

O movimento conta com cerca de 400 alunos (…) e a comissão de negociação e a reitora avançaram nas questões de moradia e houve compromisso em não punir as pessoas envolvidas na ocupação. No momento, os estudantes realizam assembléia e a reitoria formula um texto para sistematizar as deliberações do encontro desta terça-feira.

Para acompanhar quem os desdobramentos da ocupação, visite os dois blogs criados pelos estudantes aqui ou aqui e ouça a “Rádio Ocupa“, transmitida ao vivo pela internet.

Foto meramente ilustrativa do campus da USP no Flickr da Elicrisko.



Comments are closed.