Festival de mágicas

silvester.jpg O “International Magic Festival“, ou festival internacional de mágica para os mais íntimos, teve grande sucesso de público na cidade. Por isso, a organização do evento anunciou mais três apresentações extras em abril.

A magia do ilusionismo surpreende com a explosão do corpo de Mike Michaels, que revela seu esqueleto robótico, as técnicas 3D de Sylvester, a estátua viva de Murat, a manipulação de objetos de Juan Mayoral e o humor mágico de Szanyiel.

A apresentação reúne sete mágicos de fama internacional e engloba diversas vertentes da magia. Desde os números onde a habilidade manual do mágico é o principal até os truques pirotécnicos e tecnológicos, tem diversão para todos os gostos.

Nós já vimos na TV uma apresentação de Mike Michaels e Sylvester “The Jester”. O estilo dos dois é muito mais legal do que o velho truque da mulher que some na caixa e é altamente recomendado que você veja ao vivo. É uma mistura de humor, tecnologia e habilidade mágica.

Para ver um exemplo do que estamos falando, assista à reportagem do SPTV com alguns trechos do show clicando aqui. Continue lendo para saber como comprar os ingressos.

Leia mais…

Extra, extra

osespviolas.jpg – Osesp é apresentada como “milagre” para o público de Paris.
- Henry Sobel é preso nos EUA e nega intenção de furtar qualquer objeto.
- Marta ignora declaração de Timóteo e rechaça turismo sexual.
- IPT entrega laudos de quatro frentes de obra do Metrô e pede novos dados.
- Qualidade do ar em SP só deve melhorar na próxima semana.
- Passageiros fazem ‘apitaço’ contra o ‘Fura-Fila‘.
- Justiça de SP concede liberdade provisória a filha de apresentadora.
- Deputados de SP imitam os federais e fazem abaixo-assinado pela CPI do Metrô.

A foto é de divulgação.

Teatrix fazendo jus ao nome

BarTeatrix.jpg
O Bar Teatrix, que tem em uma de suas paredes um lindo afresco do artista John Graz – participante ativo da Semana de Arte Moderna de 1922 – datado de 1934, vai inaugurar seu teatro no dia 08 de abril como programação cultural completa para todo o mês. O teatro de bolso no “andar de cima” é ideal para pocket plays, stand ups, leituras e saraus.

A platéia é composta por 66 assentos e os equipamentos de som e iluminação são de alta qualidade e totalmente adaptados ao tamanho da sala. Os organizadores da programação e da administração são Márcio Macena e Alex Camargo, da Astrolábio Produções. O palco será ocupado da seguinte maneira:

- “Antonio”, de Clarisse Abujamra, com apresentações todos os domingos, do dia 8 de abril até o dia 27 de maio, às 20:00;

- “O Barril”, de Ângela Dip, com apresentações as quartas-feiras, do dia 11 de abril ao dia 30 de maio, às 21h30;

- “A TV que você não vê”, de Vida Vlatt, com apresentações as quintas-feiras, do dia 26 de abril ao dia 31 de maio, às 21h30;

- “121.023 J”, de Renata Jesion será apresentado as sextas e sábados, do dia 18 de maio ao dia 30 de junho, às 21h;

- “Cine In Show”, apresentação dos garçons cantores e bailarinos será apresentado todas as segundas, a partir do dia 9 de abril, as 20h30.

Leia mais…

Massari & Zappa na Vila

Massari%20e%20Zappa2.JPG

A Livraria da Vila recebe hoje o lançamento do livro-tributo Zappa – Detritos Cósmicos, do jornalista e radialista Fábio Massari.

Essa é a terceira investida literária de Massari, que já documentou a cena musical da Islândia em Rumo à Estação Islândia, e agrupou entrevistas e experiências radiofônicas em Emissões Noturnas. “Detritos” está nas livrarias e nas bancas desde o começo de março, pela editora Conrad.

A idéia de homenagear o controverso e malucão Frank Zappa surgiu lá no início dos anos 90, mas só foi concretizada no ano passado. Desde então, o radialista foi arquivando depoimentos de amigos e fãs que dividiam com ele a paixão (ou estranheza) pelo músico norte-americano. São 38 colaboradores, em fotos e texto. Entre eles, Wander Wildner, Gastão Moreira, Clarah Averbuck e até a Pitty.

Em entrevista ao canal de música do iG, Massari fala de seu primeiro contato com Zappa:

“Não consegui nem fazer pauta porque era um negócio que estava tão quente pra mim, desde os anos 1970 eu consumia muito, sabia bastante, ouvia, então nem consegui me pautar pra entrevista. Falei, “vou lá com a cara e a coragem, ligar o gravador e ver o que acontece” E foi demais, muito bacana, ele me recebeu bem. Também, o cara é brasileiro, 20 e tantos anos, garotão, chegando lá, só pra entrevistar, nem tem como o cara tratar mal. Depois ele me levou pra dar um rolê pela casa, entrevistei o filho dele Dweezil, me ciceroneou pelo estúdio, foi bem gente fina.” -
entrevista ao jornalista José Luiz Sampaio do iG.

Folheando o livro, demos de cara com a foto clássica desse exato momento descrito acima. Zappa em uma pose dândi exótico, e em pé, ao lado dele, um Massari moleque vestindo camisa social por dentro da calça. Momento raridade-anos-80.

A partir das 18h30, autor e colaboradores se encontram para autógrafos e bate-papo. Estaremos lá, apareçam!

A foto foi tirada pelo Sampaist, em dia de gravação do programa de rádio Poploaded, apresentado por Fábio Massari e Lúcio Ribeiro. Ao fundo, a banda Superguidis gravava um pocket show.

*Links úteis:

- Saiba mais sobre o músico Frank Zappa
- Leia a entrevista completa com Fábio Massari
- Leia a resenha do livro
- Veja como foi a nossa visita aos estúdios da Poploaded

LANÇAMENTO: ZAPPA – DETRITOS CÓSMICOS de Fabio Massari // Livraria da Vila // Rua Fradique Coutinho, 915 – Vila Madalena // Telefone: 3814-5811 // 29/03 das 18:30hs às 21h30.

Sampa é fashion

sampaist.jpg

São Paulo entrou definitivamente para o hall das cidades urbanas mais fashion-hypes do mundo.

O fotógrafo nova-iorquino Jason Schimdt esteve por aqui e clicou a modelo Daiane Conterato em meio a cartões postais da cidade para um editorial de moda encomendado pela revista do jornal New York Times.

Daiane se saiu bem com pecinhas básicas da Chanel, Prada e Marc Jacobs. Até a marca nacional Forum Tufi Duek esteve no figurino.

O resultado são imagens inusitadas de ângulos improváveis em lugares óbvios como o Viaduto Santa Efigênia, Museu Brasileiro da Escultura, topo do Terraço Itália e Oca.

Veja mais fotos no site da SPFW

Placebo e Gram @ Credicard Hall

O Placebo fez ontem a sua aparição em São Paulo para um Credicard Hall não muito cheio, mas com fãs ardorosos da banda. Apesar do preto dominar o ambiente, ao contrário da passagem anterior do Placebo na cidade, poucos eram os “Brian Molkos wannabes” no meio da multidão.

A abertura ficou por conta dos paulistas do Gram, que fizeram uma apresentação mais pesada e impecável, com direito a músicas de seus dois discos. E a apresentação do Placebo, que começou perfeita com “Infra-red”, foi uma das mais impressionantes que vi nos últimos tempos. Confira a galeria de fotos!


Acha o slideshow lento? Clique aqui pra ver as fotos direto no Flickr