Mais rodas sobre rodas

bikemetro.jpg Após a liberação de apenas duas bicicletas nos vagões de trens da cidade, a Secretaria de Transportes resolveu ampliar o número de “magrelas” permitidas por composição. A partir deste sábado, 24, poderão embarcar quatro bicicletas por trem.

Apesar do novo benefício, a circulação de bicicletas nos trens continua limitada aos aos sábados, das 15 às 20 horas, e aos domingos e feriados, das 7 às 20 horas, com embarque sempre no último carro dos trens.

Desde o início do projeto, 939 ciclistas já embarcaram na CPTM. No metrô, foram 1.884, totalizando 2.823 bicicletas transportadas.

Imagem no Flickr Droolcup.



3 Responses to “Mais rodas sobre rodas”

  1. A bicicleta está sendo vista como meio e lazer e não como meio de transporte.

    Com as restrições de horário, a grande massa populacional que poderia se beneficiar da integração de transporte Bicicleta-Metro/Trem, fica relegada à marginalização. Isso é um absurdo ! Mas tenho que concordar que a liberação, mesmo nos horários restritos atuais, já é uma evolução para a sociedade.

  2. Este horário é uma piada mesma. 1500-2000 nos sábados??? Qual é a significação dourada destas horas? São Paulo precisa de fazer tudo que consegue para animar o uso de bicicletas– pelos efeitos óbvios no trânsito e a qualidade do ar.

  3. Boa notícia essa!
    Acho que vale ir além ainda. É bem possível liberar o acesso nos outros dias da semana também, desde que se restrinja fora do horário de pico.
    À princípio também achei uma piada esse horário para o embarque das bikes nos fins-de-semana. Mas em São Paulo é preciso ver que já existiram piadas muito piores, como por exemplo, não poder de modo algum levar a bike no metrô.