Kapoor, brincando com os sentidos

kapoor.jpg

O post abaixo é uma contribuição da jornalista Adilia Belotti, editora de conteúdo dos sites do portal iG e autora do livro Toques de Alma – Um Olhar Feminino. Como é afinada em dicas de espiritualidade e bem-viver, ela vai aparecer por aqui contando “onde Sampa fica zen”.

Experiências que alteram nossas percepções sempre são transformadoras. Elas nos arrancam da mesmice, subvertem nossas certezas, fazem a gente enxergar o universo com olhos novos, de recém-chegado…

A exposição do artista indiano Anish Kapoor é uma experiência deste tipo.

Começa com a surpresa da instalação no vão do Viaduto do Chá, Ascensão, uma coluna feita de fumaça, ondulando, viva e hipnótica…”É para simbolizar a poluição”, diz alguém atrás de mim, “nada disso, tem a ver com Moisés seguindo a coluna de fogo no deserto”, avisa outro. Não importa, apenas desligue o cérebro e mergulhe no insólito.

Ao sair de lá, de volta para a escadaria do Chá e a caminho do Centro Cultural do Banco do Brasil, onde fica o restante das obras da exposição de Kapoor, você já vai notar uma ligeira estranheza no ar: “…não lembro deste lugar ser tão interessante, tão instigante, afinal…”

Continue, brinque de estrangeiro na sua própria cidade…Entre na rua de pedestres que leva ao CCBB. Já viu aqueles prédios antes? Olhe para cima, por cima das gentes…Logo na entrada do centro, um “box” gigante e aparentemente inofensivo convida o visitante a entrar, não vou estragar sua surpresa, mas depois me conte o que achou…

As obras estão espalhadas pelos três andares do prédio: uma parede grávida, uma sala que respira, espelhos malucos…. Perca tempo saboreando as sensações que elas vão provocando em você: vertigem, surpresa, vontade de rir feito criança, paz…Saia de lá, assim, refrescado, pronto para acolher o resto da tarde como se fosse a primeira tarde do resto da sua vida!

Clique aqui e leia antes de ir…

Aqui uma entrevista com Anish Kapoor.

Aí vão algumas imagens da Ascenção:
Foto 1

Foto 2

Foto do flickr Sushicircus.



Comments are closed.