Especial Sampa 453 anos: Ouviram do Ipiranga Os Mutantes, Tom Zé e Nação Zumbi

mutantes_saopaulo250107.jpgSim, foi real e foi fantástico! O principal show de comemoração aos 453 anos de São Paulo trouxe Os Mutantes, com direito a participação de Tom Zé.

O Parque da Independência já estava bem cheinho às 16h, hora marcada para o começo do show da Nação Zumbi, que subiu ao palco meia hora depois e fez uma apresentação impecável.

Tom Zé subiu ao palco e com seu jeito doidinho de ser conquistou a simpatia do público. Rolou música de protesto contra Bush e até uma música em “homenagem” ao lugar da apresentação: “Me diga meu velho, me diga / Me diga onde D Pedro teve a dor de barriga”.

Os protestos continuaram depois do show, mas dessa vez o alvo foi o prefeito Kassab por causa do aumento da passagem de ônibus. Teve corinho de “Kassab c***** / Abaixa o preço do busão” e “Kassab que vegonha / A passagem tá mais cara que a maconha”. Os bem organizados protestantes até levaram uma faixa.


Acha o slideshow lento? Clique aqui pra ver direto no Flickr

O frio na barriga aumentava com a chegada da noite e do horário da apresentação dos Mutantes. E eis que surgem Sérgio, Arnaldo e Zélia Duncan, com um bolo de aniversário na mão e fogos de artifício para anunciar o início do show.


O guitarrista inclusive veio com uma roupa de Dom Pedro, com direito a espada e tudo mais. Na platéia, gritos de alegria, berros para acompanhar as músicas, lágrimas nos olhos já aos primeiros acordes de “Dom Quixote”, que abriu o show.

Rolou “Ando meio desligado”, “Baby”, “Virgínia”, “Top top”… “Balada do louco” foi uma das mais aplaudidas, tanto que foi escolhida para um segundo bis que não estava no programa. E Arnaldo cantando “Dia 36″ foi das coisas mais arrepiantes que já ouvi.

Tom Zé voltou ao palco para cantar “Dois mil e um” e “Qualquer bobagem”, chamado de rei por Sérgio Dias e muito abraçado por todos.

E “A minha menina” foi praticamente cantado pelo público, que urrou ao final do show até que a banda retornasse para cantar dois de seus maiores sucessos: “Bat Macumba” (com direito a “Parabéns pra você” no comecinho) e “Panis et circensis”. Um perfeito presente de aniversário.



Comments are closed.