Música para que te quero!

headphone.jpg

Ontem, durante a volta para casa, reparei que todas as pessoas que compartilhavam comigo o mesmo vagão de metrô estavam “muy” concentradas. Olhei para os lados como quem procura uma resposta para uma pergunta que não quer calar e…surpresa: o motivo para tal estado de êxtase às 22h30 é conhecido entre nós como fone de ouvido.

Há anos utilizo o metrô como meio de transporte e só ontem, uma quinta-feira de janeiro, que reparei como a música faz parte da vida diária das pessoas. O gadget, se é que podemos chamá-lo assim, está em todos os cantos, das mais diversas formas, cores e tamanhos.

O que será que esses paulistanos escutam tanto, hein? Bom, minha playlist entre uma estação e outra na ocasião era Rehab, da inglesa Amy Winehouse, Everythings Just Wonderful, da outra inglesa Lily Allen, Love’s a game, da banda…dããã…inglesa The Magic Numbers e Paper Bag, da americana Fiona Apple. Aí tive de descer!

Qual a sua playlist?

NOVA YORK (Reuters) – Ouvir música alta com fones de ouvido durante mais de 90 minutos por dia pode prejudicar a audição, de acordo com um novo estudo publicado nos Estados Unidos.
O trabalho com 100 estudantes de doutorado concluiu que pessoas que costumam ouvir música a um volume de 80 por cento da capacidade do player, faixa considerada como alta, devem utilizar o aparelho por menos de 90 minutos por dia sob risco de prejudicarem a audição.
Info OnlineUso diário de fone de ouvido prejudica audição

Imagem//crédito: Flickr Peter



2 Responses to “Música para que te quero!”

  1. Nos-sa, tou viciada em Rehab! Aliás, Honorato, teu MP3 player podia ser meu, haja semelhança de preferências musicais!

  2. “Rehab” é demais, adoro tocar a versão do Hot Chip!!! No player aqui: “Staring at the Sun” do Tv On the Radio, versão Diplo. E “Standing in the way of control”, Gossip. Não dá para andar de ônibus sem música… Dá?