Estilista preso por furto

esper.jpg Ronaldo Ésper, o “estilista das noivas” e das alfinetadas na TV aberta, foi preso em flagrante hoje de manhã.

O motivo? Um pouco gay, um pouco gótico, um pouco criminoso. Segundo informações da rádio Jovem Pan, ele teria sido surpreendido pelo jardineiro do cemitério do Araçá enquanto roubava vasos de flores de um túmulo.

Tem um certo glamour, não? Só faltou uma pitada de poesia, quem sabe algo sexual.

Para os policiais civis que o levaram para a delegacia, o estilista alegou que o túmulo era de um parente distante. Notando que a desculpa não colou, disse que isso é uma doença, não um ato criminoso. Segundo o Leandro, ele queria checar o rigor mortis dos defuntos.

O advogado de Esper, em entrevista à Folha de S. Paulo, afirmou que o estilista é uma vítima e que, no momento certo, tudo será esclarecido.

Em depoimento ao delegado plantonista Júlio Carlos Rolim, Esper alegou que toma medicamentos fortes, de tarja preta, para o que chamou de “depressão profunda”. Ele afirmou ainda que, quando toma o medicamento pela manhã, tem recomendação para ficar em casa –hoje, porém, acabou saindo e foi ao cemitério.

Post atualizado às 14h45. Assim que saibamos de algo mais, voltamos para complementar o post.

A foto é do Babado



One Response to “Estilista preso por furto”

  1. Agulhadas nele!!!