Quem não dança segura criança

pandeiro.jpg

Quem se amarra na noite paulistana conhece bem o grande número de opções que a cidade oferece. Salsa, rock’n'roll, hip-hop, black music, pagode, blues, jazz; só fica de fora quem quiser.

E é na quarta-feira que o bicho pega no famoso bar Ó do Borogodó, ali em Pinheiros. Embora o ritmo tipicamente brasileiro nunca tenha feito muito minha cabeça, conhecer de perto uma das mecas do samba em São Paulo foi uma experiência bastante agradável.

O lugar é aconhechegante, mas um pouco abafado. O clima “roots” dá aquele “tchan” e a qualidade musical do grupo que se apresenta às quartas, particularmente, merece até uma tentativa desengonçada de balançar o esqueleto.

Cada dia da semana é dedicado a uma determinada vertente do samba de raíz. Conhecido pela sua flexibilidade musical, outros ritmos como cururu, moda de viola, batuque, jongo, congada, lundum e choro também têm sua vez.

Fazer samba não é contar piada
E quem faz samba assim não é de nada
O bom samba é uma forma de oração

Porque o samba é a tristeza que balança
E a tristeza tem sempre uma esperança
A tristeza tem sempre uma esperança
De um dia não ser mais triste não

Samba da bênção – Vinicius de Moraes/Baden Powell

A noite do “samba paulistano”, que acontece bem no meio da semana, é uma boa pedida mesmo para quem só arrisca algum passo mais ousado no carnaval.

Apesar de parecer difícil não se deixar abalar pelos veteranos que dançam como ninguém, timidez é o tipo de palavra que não consta no dicionário do local. Afinal, basta fazer como os gringos: levantar os dois dedos indicadores para o alto e mexer o corpo para frente e para trás. Fácil! Fácil!

Serviços
Rua Horácio Lane, 21
Pinheiros
Telefone: (011) 3814-4087

Crédito//Imagem: Flickr romanedirisinghe



One Response to “Quem não dança segura criança”

  1. O do Borogodó é sempre muito bom,já frequento o lugar há um bom tempo, assim como Di quinta, Teatro Mars, Grazi a Dio, um samba excelente que fica na R João Guimarães Rosa ( travessa da Auguta, centro). Na verdade gostaria mais dicas de bom samba pela cidade.