São Paulo elege a Corte do Carnaval 2007

eleicao_corte_2007_12.01.2007_foto_alexandre_diniz%20%285%29.JPG

O evento estava marcado para as 20h, mas já passava das 22h quando a bateria começou a aquecer. Pontuais que somos tivemos que esperar embalados por uma boa dose de cerveja de qualidade duvidosa (não citaremos nomes para evitar constrangimento, mas se você pretende acompanhar o Carnaval do Sambódromo vá preparado!).

O Palácio das Convenções do Anhembi, palco do concurso que escolheu o Rei, a Rainha e as Princesas do Carnaval 2007 estava completamente tomado por pessoas que levam o “maior espetáculo da Terra” muito a sério, algo que surpreende e contagia. Gente de todas as “comunidades”, como são chamadas as escolas e pessoas que as freqüentam, torciam por seus representantes e vaiavam os de pouco (ou nenhum) samba no pé.

O concurso começa com uma apresentação das 15 concorrentes à coroa. As entradas individuais incluem passos de samba, agradecimentos à bateria e sorrisos, muitos sorrisos. Tudo isso leva cerca de 40 minutos, o que nos faz pensar que o resultado sairá em breve.

Ledo engano…

Fotos de Alexandre Diniz/SP Turismo


Onze candidatos a Rei Momo fariam o mesmo em seguida. Apenas a primeira apresentação da noite! Os gordinhos (muito mais magros do que se imagina) têm que demonstrar desenvoltura para falar em público ao responder uma pergunta da apresentadora do evento, questões que giram em torno do Carnaval e da cidade de São Paulo.

Eles também são julgados pela elegância e, mais importante, pelo samba no pé. Pois é, o Rei Momo precisa mandar muito bem no “miudinho” e os candidatos demonstram uma habilidade incrível deixando esta Sampaist boquiaberta.

As sambistas voltam ao palco mais duas vezes. Primeiro num vestido de gala carnavalesco. {“Imagina chegar num casamento vestindo isso”, dispara uma amiga tão desinformada dos rituais da festa pagã quanto eu. Recebemos olhares pouco amigáveis e decidimos acompanhar o resto do concurso em silêncio.} É nessa entrada que elas também respondem à uma pergunta da apresentadora.

As moças são claramente boas em discursos decorados que envolvem palavras-chave como amor, comunidade, alegria, união…Infelizmente fogem da questão e geram pérolas inenarráveis. A rara exceção é Roberta Kelly Silva Florêncio que, após responder diretamente o que lhe foi perguntado, entoa o hino de sua escola causando comoção entre os presentes.

Para conquistar a coroa de rainha do Carnaval as garotas são julgadas nos quesitos: beleza física, desenvoltura para falar em público e samba no pé. Logo, a terceira e última entrada das moças serve para sambar! A bateria da escola de samba bi-campeã do Carnaval Paulistano, Império da Casa Verde, prepara o cenário e as garotas mostram a que vieram.

Madrugada adentro os vencedores são anunciados. Benedito Tadeu Teles, da X-9 Paulistana, filho de Paulo Telles, que já foi Rei Momo 7 vezes, e Roberta Kelly Silva Florêncio, da Nenê de Vila Matilde, por quem o auditório inteiro clamava. A moça ficou sinceramente emocionada com a conquista.

Essa foi a 51ª disputa para a Corte e a primeira em que não foram aceitas inscrições de candidatos que tivessem sido eleitos Rei Momo ou Rainha nos últimos três concursos. Além de participar do Carnaval como a Corte, os vencedores recebem prêmios de R$ 10.000, no caso do Rei e da Rainha, R$ 5.000 e R$ 4.000 no caso da primeira e segunda Princesa respectivamente.

O júri contou com personalidades da Cidade, como o ator Cássio Scapin e o cabeleireiro Celso Kamura. Além disso, as coroas e os cetros foram especialmente desenhados e confeccionados pelo badalado designer de jóias Andree Guittcis



3 Responses to “São Paulo elege a Corte do Carnaval 2007”

  1. valeu pela cobertura do evento e espero que tenha gostado…apesar da demora…mais festa de sambista é assim mesmo…demora….logo depois do carnaval teremos a festa do diario…nos veremos nesta proxima repostagem…ok

    bjs e bom carnaval a todos

  2. …amei! o mundo do carnaval é contagiante!!!!!!!

  3. Vc foi e nem me chamou?