Bella Padaria

bella4.JPG

Digamos que esse é um post-homenagem à padaria mais citada em nossas entrevistas. Quando escrevemos sobre lugares para “a larica da madrugada”, todo mundo lembrou da Bella Paulista. E também não foi à toa que terminamos nossa festa de comemoração de seis meses do site por lá mesmo, em uma mesa redonda lo-ta-da de croissant na chapa (o hit da temporada).

A localização ajuda, obviamente: a padaria tem a sorte de ficar a alguns passos da Paulista e dos bares da Bela Cintra e Augusta .

Vale lembrar que se você quiser sossego para tomar um cafezinho lendo o jornal sem ser incomodado, lá não é o seu lugar. Sabe aquela coisa de “padaria pra mim é pub”? É a regra: o lugar vira uma balada depois das 2 da manhã. Para todos os tipos (e gostos): casais embriagados, pessoal de firma com a gravata amarrada na cabeça, final de feira de festa à fantasia (já vimos o Kiko do Chaves bem feliz lá dentro, rodeado de odaliscas), gringos perdidos, drag queens e até casais sadomasoquistas de uma casa de “entretenimento adulto” que fica ali perto (ok, tema para outro post).

A fila normalmente é gigantesca, mas tem o truque do balcão: ele está quase sempre vazio e o atendimento ali é bem mais eficiente.

Conversamos com o jornalista pop Lúcio Ribeiro – freqüentador assíduo e fã de um bom pão na chapa – para saber “o que que a Padaria tem” :

Qual o segredo da Bella Paulista?

Primeiro: os lanches e bebidas são bons. Tão importante quanto ser bem localizada, é ser caminho para tudo e estar sempre aberta. Mais: tem agito. É uma extensão natural de qualquer balada. (Quase) Não deixa o astral cair e o cansaço tomar conta.

O que você pede quando vai lá?

Se estiver mais perto da 0h, portanto próximo a um late-dinner, hamburguer ou pedaço de pizza. Se for quase de manhã, portanto perto do breakfast, pão na chapa e média.

Padaria-chique é uma pós-balada “cool”?

Cool e necessária. Dormir com fome não é possível.

** Dicas Sampaist:

bella3.JPG * “croissant na chapa” (foto), nosso fetiche gastronômico. Não peça com requeijão! O croissant some embaixo de uma montanha branca, fica pesado, gorduroso e perde o gosto.
* Sanduíche “Pinheiros”: mussarela de búfala, tomate seco, cheddar e rúcula.
* Buffet de café da manhã: muitos doces deliciosos, pães, frios… Para os fãs do breakfast americano: tem lingüiça, bacon e ovos mexidos.Você paga 18 reais e pode comer à vontade! Viva a torta de morango!
* Delivery! Sim! O site da Bella Paulista é completo e dá para consultar o cardápio. É só ligar para: 3214 3347.

** Novidade: a Bella Paulista inaugurou uma filial em Higienópolis no final do ano passado!

A “Bella Bahia” (ainda sem site) é mais “glamourosa” e “silenciosa” que a irmã do Jardins. Silenciosa até demais: tivemos que sussurrar para não atrapalhar os executivos do local. Do lado de fora parece uma loja moderna em cidade praiana: madeira, plantas, toda de vidro, dois andares… mas lá dentro, o clima é mais o de “padaria de bairro”.

Pedimos o mesmo croissant na chapa: APROVADO (era muito pequeno, mas talvez tenha sido má sorte). A filial ainda não funciona 24 horas por dia, mas conversamos com o gerente que disse ter recebido muitos pedidos “dos moradores do bairro” para que isso acontecesse.

Paulista ou Bahia, padaria é a escolha certa para acalmar a animação pós-balada. Não?

Onde você costuma matar a larica da madrugada?

Fotos: Bella Paulista iluminada para o Natal no Flickr de Raymond Castile e o famoso croissant na chapa no Fickr da Fergolina.

Bella Paulista // rua Haddock Lobo, 354 – Cerqueira César // tel: 3214 3347 // 24h.
Bella Bahia // rua Bahia, 798 – Higienópolis // tel: 36669716 // até às 22h.



7 Responses to “Bella Padaria”

  1. Não há nada na madrugada que se compare ao Estadão, uma experiência gastronômica e social.

  2. Claro que tem…. na madrugada, nada é igual a Galeria dos Pães, na Rua Estados Unidos. Melhor padaria de SP…..

    Melhor exemplo de padaria e “uma experiência gastronomica e social”

  3. adoro qualquer lugar que concentre o povo pós-balada…”enquanto experiência social” =)
    A Galeria é demais mesmo, mas a Bella Paulista é do lado de casa e dos bares que freqüento.
    acho que a gente deveria fazer um post só de padarias de bairro então!

  4. Gostei muito da única vez que fui à Bella Paulista. Croissant nota 10 e ambiente bacana. Mas o boteco do Estadão, como disse o Motti, realmente é muito muito bom. Aquele pernil com queijo. Putz… Na minha época grotesca eu cheguei a comer 2 daqueles sem problemas!

  5. Aliás, de terça e sexta de madrugada tem feijoada no Estadão. Lógico que ninguém vai comer feijoada pós-balada (acho), mas só de assistir o pessoal comendo com fúria é um espetáculo imperdível!

    E é só descer a Consolação, pertinho da Paulista. Sociológos inspirados ainda podem subir a Augusta na volta! :)

  6. [...] *A foto, que é da padaria antes da reforma, foi retirada do site: http://urbanistas.com.br/sp/2007/01/11/bella-padaria/ [...]

  7. [...] Fotos ilustrativas daqui e daqui (clicando em “propriedades” você vê exatamente de onde são [...]