Osesp faz bonito

violasosesp.jpg

A Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) anda fazendo bonito no exterior. O crítico músical do jornal The Washington Post, Gail Wein, resumiu o concerto no Strathmore Music Center em como “um sucesso completo”.

A apresentação ocorreu na última sexta-feira, 03 de novembro, e foi a terceira das 14 que o grupo paulista regido por John Neschling realiza em sua turnê norte-americana, iniciada dois dias antes, em Nova York.

Em sua coluna no jornal norte-americano, o crítico musical rasgou elogios à trupe de Neschling. “A Orquestra de São Paulo (…) demonstrou uma exuberância que fez brilhar a música de seus conterrâneos. Isto trouxe uma questão: eles podem tocar Rachmaninoff? Parece que podem. Ao interpretar a Sinfonia nº2, o regente John Neschling trouxe trechos sinceros e ressoantes. A entonação perfeita e o impactante movimento final fizeram da performance um completo sucesso”, escreve o crítico.

Segundo jornal de maior circulação nos EUA, o Washington Post descreve a apresentação, que além da citada sinfonia do russo Sergei Rachmaninoff, contou ainda com duas peças brasileiras: a “Abertura Concertante”, de Camargo Guarnieri e o “Concerto Nº2 para Violoncelo e Orquestra”, de Heitor Villa-Lobos.

Se você quiser ver ao vivo, confira a agenda oficial da orquestra.

A foto é de divulgação.



4 Responses to “Osesp faz bonito”

  1. eu sou fã. E ver a OSESP na Sala São Paulo não tem preço.

  2. Tem preço sim Ana.
    O balcão mezanino custa R$ 79,00…
    Brincadeira… ehehe

  3. Pessoooas! Eu tenho ido lá sempre que posso (opa, to devendo um post sobre isso), e com carteirinha de estudante dá para ficar no coro, logo atrás da orquestra (e ver o Neschling dando bronca no povo de frente) por…R$15 reais! Vale muito a pena. Mesmo sem a bendita carteirinha, sai por 30 reais. E na platéria, tem lugares de 25. É, tem preço. ;-)

  4. Engambelando uma velhinha de excursão na porta sai de graça e em ótimo lugar!