Ivald Granato e uma performance inspirada em Bob Dylan

Granato.jpg Além de artista plástico conhecido pelo forte expressionismo, Ivald Granato rompe com o espaço do quadro e pinta telas sem chassis (moldura): é um dos pioneiros na arte performática do Brasil, usando tintas e materiais diversos, ou produzindo telas direto na TV, em vídeos ou participando de curta-metragens.

Este ano, Granato já fez uma performance, “Heads River” , na 2ª. Semana de Arte de Barra do Una (SP). Mas começou mesmo ainda na sua cidade natal, Campos dos Goytacazes (RJ), em 1964, com “A Safada de Copacabana” e cinco anos depois, no Rio, com a “Caixa de Estacionar / Pedra de Morar”.

Em São Paulo, estreou em meados dos anos 70 com “Bordy”, na Fundação Álvares Penteado. No Teatro da Fundação São Caetano do Sul fez “No of massage vomite”.

Se você é do seleto grupinho que curte esse tipo de expressão artística, hoje o cara vai se inspirar em tema do novo disco de Bob Dylan para usar com cordas, barbantes, plásticos e tintas, na abertura do 37o. Chapel Art Show, onde é o homenageado do ano.

O que vai sair disso? Só Deus sabe…

Hoje, logo mais às 20h30m, na Chapel School // R. Vigário João de Pontes, 537 // Tel.: 11 – 2101 7400



Comments are closed.