Prepare seu avião para o Dia do Vôo

FlugTag.jpg Domingão o Parque do Carmo vai ser transformado em uma filial do Aeroporto de Congonhas. Quarenta máquinas voadoras que participam do Red Bull Flugtag – O Dia do Vôo já estão estacionadas ao lado do lago, local que vai servir de pista de pouso para os pilotos.

Trinta e oito equipes de todo Brasil vão finalmente realizar o sonho de voar: cada uma delas dedicou o último mês de agosto à construção e ao acabamento das suas máquinas caseiras.

A rampa de decolagem já está pronta, após duas semanas de montagem. Ela possui 30 metros de comprimento e 6 de altura. As balsas que a sustentam na parte interna do lago chegam a pesar 60 toneladas.

As máquinas variam de 1 a 10m de comprimento e de largura e que chegam a pesar até 190 kg.

O paulista Daniel Viana Martins, da equipe Lee Xim Pan Zé, fala sobre a expectativa para o evento.

Meu avião tanto pode voar 0,5m como pode voar 20m. Gastamos quase dois meses construindo a nossa máquina, estamos super ansiosos para o dia do evento e sei que vai valer a pena, disse.

Chegou o esperado momento em que todos vão colocar à prova a originalidade, o desempenho e a execução do vôo. São esperadas aproximadamente 50 mil pessoas para ver os vôos.

A história do Red Bull Flugtag
Flugtag em alemão significa o dia do vôo. O primeiro Red Bull Flugtag aconteceu na Áustria em 1991. Desde então, o sonho de voar com máquinas caseiras se espalhou pelo mundo todo.

Da Irlanda para os Estados Unidos, da Itália para a República Tcheca, da Alemanha para Portugal.

O Red Bull Flugtag inspirou pilotos de todos os cantos a viver dias de Santos Dumont e a construir seus próprios aviões.

Domingo, dia 17, às 10h30 // Parque do Carmo



Comments are closed.