{Top 10 + 1} – Gírias

seliga.gif

Em geral, o paulistano fala muita gíria. Pode ser engravatado, moderninho ou maloqueiro, todo mundo, em algum momento, recorre à elas para se expressar.

O Sampaist escolheu suas favoritas! Acha que esquecemos uma gíria importante? Usa alguma que não mencionamos? Quer explicar outros usos para nossas Top 10 +1? Opine!

1. É nóis, é nóiz, é nóix, é noise: usado para expressar companheirismo como em “Pô meu, o Alemão deu em cima da minha mina (namorada)! – João, é nóix. Vamô lá pegar ele” ou para confirmar presença “Você vai na balada de hoje? – Opa, é nóiz na fita”.

2. Fechô: confirma algo combinado como em “Combinado o cinema amanhã, então? – Claro, fechô!”

3. Então: como no caso acima, costuma aparecer no final de frases para implicar questionamento. Mas também pode ser usado para iniciar qualquer frase como em “Então…o tempo deve mudar” ou “Então…você foi na festa ontem?”, etc. Costuma saltar da boca sem que o interlocutor tenha consciência disso, quase como o nosso +1.

4. Se liga: pode significar algo como ‘acorda’ como na frase “Se liga, meu!”, incitar curiosidade ao iniciar a narrativa de uma suposta novidade “Se liga, o Paulo me ligou ontem pra contar que ficou com a Jana”. Tem como variante a versão mais agressiva: “Se toca”.

5. Irado: significa algo realmente muito bom. “Se liga na balada que vai rolar amanhã! – Nossa irada!” ou “Irado o som da sua banda!”

6. Tipo assim: pode aparecer para explicar algo como em “Tipo assim, a gente foi pra praia e bebeu demais” ou para introduzir uma desculpa esfarrapada, “Tipo assim, eu queria ir na sua casa, mas era rodízio e o pneu do meu caro furou”.

7. Certo mano: conclui frases com um questionamento poderoso como na frase “Você falou bem de mim pra sua irmã, certo mano!?”. Mas também pode ser usado para questionar o bem estar do outro: “E ai? Certo mano?”. Geralmente tem peso no erre e a pronúncia soa algo como “cerrrrrrto mano”.

8. Bem lôko: é algo como ‘irado’. Designa algo que é muito legal, como em: “Bem lôko esse filme (CD, livro, blusa, balada, etc.)”. Não costuma ser algo apenas bom, mas diferente, interessante e inovador, de acordo com a opinião do interlocutor.

9. Magina: muito usado no lugar de ‘de nada’. “Obrigada por me ajudar no trabalho Flávia! – Maginaaaa!”.

10. Sussa: pode expressar o estado da pessoa que fala como em “E aí Joana, tudo bem? – Ah, sussa!”. Também demonstra algo que a pessoa não quer fazer: “Vamos comer um japa (comida japonesa)hoje? – Tô sussa de japa!”.

+1 Meu: não é bem uma gíria, pois já faz parte do vocabulário paulistano há muito tempo. Não significa necessariamente posse, ou qualquer outra coisa. Cada um usa da sua forma, mas o mais comum é que por si só e pela forma como é utilizado tenha um grande significado. Ex: “Meeeeeu!”, “Pô meeeu!”, “Se liga, meu!”, “Meeu, irado isso!”.



7 Responses to “{Top 10 + 1} – Gírias”

  1. Hahahahaha adorei! Eu uso quase tudo.

  2. Eu costumo “pagar um pau”. É um termo que tem um significado um pouco mais forte do que “gostar” e mais leve do que “adorar”, “amar”. Pode ser usado para pessoas, objetos, substantivos abstratos enfim… Ex: Eu paguei um pau para este post!!!!

  3. Eu gosto de começar minhas frases com então… principalmente quando eu não estou muito certo do que vou falar. Haha

  4. Não vivo sem irado, sussa e meu. E olha que tudo isso eu aprendi por aqui! No interior esses padrões não chegam…
    Rs
    Beijo, me liga!

  5. Bem, o ‘irado’ “nois roubamo dos carioca, né meu?”

  6. essa gíria é horrivel, pagar um pau, me estressei com uma pessoa muito kerida , por naum saber o significado , pois sou do RJ

  7. a mano vai cata cocinho a mano vai traza