História de Sampa: a Casa do Grito

Grito2.JPG Ninguém sabe ao certo quando a casa foi descoberta, mas seu primeiro registro data de 1884, ou seja, dois anos após o “grito” de independência ou morte de D. Pedro I. Isso torna difícil precisar a sua relação com o acontecimento, mas muitos ainda acreditam que foi nesta casa que o então imperador passou a noite depois de bradar liberdade ao país.

Ainda assim, sua localização perto Caminho do Mar e do Riacho do Ipiranga fez com que em 1955, após 19 anos de abandono, ela passasse por uma reforma fantasiosa que buscava torná-la mais similar com a imagem representada no quadro “O grito do Ipiranga”, de Pedro Américo (imagem referencial do fato histórico, mesmo que tenha sido pintado 66 anos depois). Foi a partir daí que o imóvel passou a ser conhecido como a “Casa do Grito”.
GRITO1.JPG
Em 1981 a casa foi submetida a pesquisas arqueológicas e a obras de restauro que procuraram corrigir os excessos de intervenções. O imóvel foi tombado em 1975 pelo CONDEPHAAT – Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arqueológico e Turístico do Estado de São Paulo e hoje serve de espaço de exposições sobre a cidade de São Paulo.

Imagens de divulgação

Casa do Grito: Parque da Independência – Ipiranga// Tel.: 11 273.4981// de terça a domingo, das 9h às 17h



Comments are closed.