Lanny Gordin está entre nós!

lanny04_alta.JPG

Há tantas coisas para se fazer em São Paulo, que quando nos damos conta, perdemos uma grande peça, esquecemos daquele show que foi ontem, e pior, muitas raridades simplesmente passam despercebidas!

É o caso da temporada de Lanny Gordin no bar e restaurante Geni (região central). Pouco se falou, quase nada se comentou, mas ele ainda está lá.

Descendente de russos e poloneses, Gordin nasceu em Xangai, China, mas viveu em Telaviv até o final dos anos 60, quando a família mudou-se para São Paulo. Aos 13 anos começou suas aulas de violão na cidade, e de maneira quase auto-didata, foi se tornando um instrumentalista profissional. Seu pai, que também era músico, era proprietário da lendária casa noturna Stardust, lugar badalado onde tocavam Hermeto Paschoal, Heraldo do Monte e Jair Rodrigues. Lá, ele se apresentava no final da noite ainda menor de idade, e tinha que se esconder quando o Juizado de Menores aparecia.

Nos anos 70, Lanny tornou-se mito entre guitarristas. Pode pedir para qualquer um do ramo fazer uma lista Top 10 de melhores guitarristas brasileiros e ele estará lá, mesmo não tendo nascido na país. Há até os mais entusiastas, que o consideram o “Jimi Hendrix” brasileiro por conta de suas performances ‘incendiárias’ no auge do Tropicalismo.

Bem, talvez isso não seja exagero, levando-se em consideração que com apenas 18 anos de idade ele fez sozinho todos os arranjos do álbum “A Todo Vapor” de Gal Costa. Enquanto isso, a TV Tupi contava com Gordin para acompanhar os músicos Caetano Veloso, João Gilberto e Gal Costa em seus programas ao vivo. O músico teve ainda, participação essencial nos discos do movimento Tropicalista, trabalhando nos arranjos diretamente com Rogério Duprat.

No final dos anos 70, Gordin começou a sofrer as conseqüências do uso de LSD, e foi internado em uma instituição psquiátrica com esquizofrenia. Desde então, fez aparições públicas esporádicas em shows e discos de amigos a partir de 1995, e só lançou outro cd em 2001 (seu primeiro álbum solo). Em 2005, lançou dois novos CDs, “Lanny Gordin & Projeto Alfa” Vols. 1 e 2, que contam com a produção de Luiz Calanca, da gravadora independente Baratos Afins.

Gordin toca hoje à noite em São Paulo e na próxima segunda-feira, dia 31 de julho! Anote na agenda mais um programa para hoje, ainda dá tempo.

Leia uma entrevista com Lanny Gordin no site Jornaleco, e veja sua discografia completa com novidades e fotos na página do guitarrista no site da UOL.

Foto do site oficial.

Lanny Gordin no Geni // Rua Bela Cintra, 539, Consolação – região central // Segunda-feira, dias 24 e 31 de julho // às 22:30 // R$10,00 (a partir das 21h) // informações: 3129-9638



One Response to “Lanny Gordin está entre nós!”

  1. Dica perfeita!
    Não dá para perder
    beijo