Para os Tarzans metropolitanos

arvorismo.JPG O Parque da Juventude, onde funcionava a Casa de Detenção do Carandiru, acaba de ganhar o maior circuito de arborismo já construído em um parque urbano.

A atividade consiste em andar por caminhos suspensos construídos entre as árvores.

O complexo fixa dentro de uma área isolada de 16 mil metros quadrados de bosque, com alguns exemplares remanescentes de Mata Atlântica.

Foi desenvolvido e é de responsabilidade da Federação de Montanhismo do Estado de São Paulo – FEMESP.

São 11 travessias: uma escada tipo “pirata” dá acesso à primeira plataforma que leva aos outros desafios, como ascensão por rede de cordas, descida em rapel, ponte pênsil, até uma descida final em tirolesa. A altura do circuito varia de 8 a 16 metros.
Durante todo o percurso suspenso o praticante fica permanentemente conectado a um cabo de segurança independente, garantindo sua total segurança.

Esse projeto vai ao encontro dos objetivos de promoção de melhoria da saúde e qualidade de vida da população, proporcionando também uma excelente exposição ao tema transversal da preservação do meio ambiente, afirma o presidente da FEMESP, Silverio Nery.

Muitos dos antigos hóspedes devem ter querido muito uma rota de fuga como essas! Agora, tanto melhor, tudo por ali é fuga do estresse e do concreto para curtir a natureza.

Av. Zachi Narchi, 1309, Carandiru (metrô Carandiru) // Tel: (11) 3241-5879 // Quinta a Sábado, das 9h30 às 15h30, grátis // Para crianças e adultos de 12 a 80 anos.



Comments are closed.