Diário de um vazamento IV

Vazamentofinal2.jpg Sampaist foi dormir chateado porque ontem, à meia-noite, o buraco da Sabesp na Rua Padre Carvalho ainda jorrava água.

Mas, hoje pela manhã, precisamente às 10h32 – com 16 horas de atraso depois de terminado o prazo máximo para atendimento dado pela atendente da Sabesp – as britadeiras foram postas para funcionar!

Um caminhão e dois funcionários devidamente identificados começaram os reparos na ligação do duto principal de água tratada com a ligação para uma residência, segundo informaram.

Sampaist ainda quer saber quanta água foi desperdiçada nesse tempo todo e quanto tempo vai demorar para o buraco que eles estão abrindo no asfalto ser fechado, porque disseram que isso já não é da alçada deles.



2 Responses to “Diário de um vazamento IV”

  1. Quando eu passei as 9:20 só tinham os cones, hehehe.

    mas o povo é gente boa, joga o “pepino” para os outros… quem vai tapar o buraco? terá fotos do buraco por aqui? hehehe

    =)

  2. A-dooo-ro um jornalismo investigativo.
    Minha irmã trabalha aí perto também, e tem acompanhado sua campanha. :-)