Do topo do mundo (só não vale cuspir!)

banespa1.jpg

Banespa2.jpgSe você não tem tendências suicidas nem vertigem com altura, trate de colocar as pernas para funcionar e suba os 35 andares da Torre do Prédio do Banespa (Edifico Altino Arantes).

Do mirante lá no topo, a mais de 160 metros de altura (35 andares e 900 degraus), é possível avistar, em 360 graus – você pode ficar giraaaando sem parar, caso queira – até 40 quilômetros da paisagem urbana da capital paulista, até a Serra do Mar e o Pico do Jaraguá.

Inaugurado em 1947 e visivelmente inspirado no Empire State Building de Nova York, fica a poucos passos de famosos pontos históricos e arquitetônicos da cidade, como o Teatro Municipal, o Mosteiro de São Bento, o Pátio do Colégio, o Mercado Municipal e a turbulenta 25 de Março.

Logo no saguão do prédio os visitantes podem apreciar um lustre no formato do edifício de ponta-cabeça, com 13 metros de altura, 2 metros de diâmetro, 10 mil peças de cristal, 1,5 tonelada e 900 lâmpadas. De 07 a 28 de julho o saguão abrigará a mostra As cidades em terceira dimensão.

Torre do Prédio do Banespa // De segunda a sexta-feira, das 10h00 às 17h00, com entrada gratuita // R. João Brícola, 24, Centro (próximo à estação São Bento do metrô)

O chato é que não há acesso para deficientes. =/

A primeira foto é do Flickr Andre Um e a segunda é do Miguel Bonato



One Response to “Do topo do mundo (só não vale cuspir!)”

  1. Vale lembrar que o prédio do Banespa inspirou um dos desenhos no logotipo do Sampaist!