Menos um cinema em São Paulo

Depois do Top Cine fechar as portas no mês passado, agora é a vez do Vitrine. Quinta-feira, dia 1º de junho, foi o último dia de funcionamento. O cinema ficava na Galeria Vitrine na rua Augusta.

Os proprietários do imóvel das três salas do Vitrine não quiseram renovar contrato com o grupo Adhemar de Oliveira, mesmo administrador do Frei caneca Unibanco Artplex, Unibanco e do Cine Bombril.

Enquanto os Cinemarks se espalham pelos shoppings de São Paulo, as poucas opções de cinema com filmes europeus e da cena alternativa estão ficando cada vez mais raros na cidade.

Ouvi dizer que o espaço pode virar Igreja Evangélica. Será? Por enquanto são só boatos.



Comments are closed.